“Ameaças querem impedir escolha democrática”, diz Baiocchi às vesperas da eleição

Votação para presidente da Federação do Comércio do Estado de Goiás será nesta sexta-feira (11)

Foto: Fernando Leite/Jornal Opção

Faltando um dia para a eleição a presidente da Federação do Comércio do Estado de Goiás (Fecomércio-GO), o empresário Marcelo Baiocchi, candidato pela chapa Fecomércio Somos Nós, diz que o processo eleitoral está “muito tenso na reta final”. “Começaram as ameaças do outro candidato [José Carlos Palma], que querem impedir escolha democrática”, disse em entrevista ao Jornal Opção.

De acordo com o candidato, apesar de tudo, a expectativa é de vitória para sexta-feira (11/5). “Recorremos à Justiça para que o que tiver mais votos seja eleito. No quadro de hoje nós permanecemos com o mesmo quadro de votos do início da campanha e esperamos mantê-lo”, disse.

Na última quarta-feira (9), o juiz do Trabalho Helvan Domingos Prego, da 12ª Vara do Trabalho de Goiânia, negou o pedido de expulsão de nove sindicatos da Federação do Comércio de Goiás (Fecomércio-GO) feito por Palma, candidato a presidente da entidade pela chapa Representatividade e Inovação.

De acordo com Baiocchi, caso a vitória seja confirmada, a briga eleitoral será imediatamente deixada de lado. “Vamos focar nos sindicatos. Com o fim da obrigatoriedade da contribuição sindical, a preocupação de todos nos é legalizar uma arrecadação para sobrevivência”, declarou.

Chapa

A chapa de Marcelo Baiocchi tem como 1º vice-presidente Geraldo Vieira Rocha, do Sindilojas de Catalão.

O secretário é Edgar Segato Neto, do Sindicato das Empresas de Asseio, Conservação, Limpeza Urbana e Terceirização de Mão de Obra do Estado de Goiás.

Silvio Carlos Yassunaga Brito, do Sindiaçougue, está confirmado como tesoureiro. A chapa reúne representantes de alguns dos maiores arrecadadores da Fecomércio e contempla todos os setores que compõem a entidade (comércio, serviços e turismo).

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.