O motivo da denúncia foram as ameaças feitas ao ministro Luís Roberto Barroso, durante a gravação de um vídeo publicado no dia 24 de novembro de 2020 nas redes sociais

Allan dos Santos: blogueiro bolsonarista é investigado no STF | Foto: Alessandro Dantas/ PT no Senado

O Ministério Público Federal (MPF) denunciou na terça-feira, 17, o blogueiro Allan dos Santos, apoiador do presidente Jair Bolsonaro (sem partido), por ameaçar o ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) e presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), Luís Roberto Barroso.

O motivo da denúncia foram as ameaças feitas durante a gravação de um vídeo publicado no dia 24 de novembro de 2020 nas  redes sociais intitulado “Barroso é um miliciano digital”, em que Allan diz que o ministro deve “virar homem” e que “está na hora de falar grosso”. O MPF entendeu que as palavras do blogueiro saíram da cobertura da liberdade de expressão e intimidaram o ministro.

Allan dos Santos é alvo de dois inquéritos em andamento no Supremo. Um deles apura a disseminação de fake news e outro o financiamento de atos antidemocráticos. O blogueiro também já foi alvo de operações da Polícia Federal.

O Ministério Público Federal ofereceu denúncia pelos crimes de ameaça, pena prevista de 1 a 6 meses de detenção, e incitação ao crime de ameaça, pena prevista de 3 a 6 meses de detenção.

*Com informações da coluna de Guilherme Amado, no Metrópoles