Alexandre Frota é condenado por publicar fake news sobre deputado

Ator também foi obrigado a retirar a publicação do ar

Foto: Reprodução

Após publicação em que o ator atribuía a frase “Eu quero a prisão do Moro em 24 horas” ao deputado distrital Chico Leite (Rede), Alexandre Frota foi condenado a pagar multa de R$ 5 mil pelo Tribunal Regional Eleitoral (TRE) do Distrito Federal. O órgão também determinou que o ator retirasse a publicação de sua página no Facebook por “propaganda eleitoral antecipada negativa”.

A decisão foi tomada pela corte no julgamento de Representação do Diretório Regional da Rede Sustentabilidade e do deputado distrital Chico Leite. O desembargador Carlos Divino Vieira Rodrigues, do TRE-DF, já havia determinado a exclusão do post em julho deste ano. À época, o desembargador considerou “propagação de notícia falsa”.

Frota, filiado do PSL, compartilhou em 15 de julho uma imagem que trazia o deputado e as frases “eu quero a prisão do Juiz Sérgio Moro em 24 horas, diz pré-candidato ao Senado Chico Leite” e “não vote nele”. O ator ainda escreveu “querer não é poder” e “fica querendo, canalha”.

Os autores do processo narram que Frota publicou “notícias falsas e ofensivas do pré-candidato Chico Leite, denegrindo sua imagem”. Eles também alegam que as postagens induzem o eleitor a acreditar que Chico Leite é a favor da prisão do juiz Sérgio Moro. O relator da ação, desembargador Héctor Valverde, sustentou que houve prejuízo à imagem do pré-candidato e condenou Frota a pagar multa de R$ 5 mil e remover a postagem.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.