Agredido por PM, Mateus Ferreira é diagnosticado com pneumonia

Estado de saúde do jovem é estável, mas ainda grave, informou o último boletim médico

O estudante Mateus Ferreira da Silva | Reprodução: Facebook

O estudante Mateus Ferreira, agredido por um policial militar durante manifestação da greve geral em Goiânia, foi diagnosticado com pneumonia na noite da última quarta-feira (3/5). O resultado da tomografia de tórax saiu no mesmo dia em que ele acordou e apresentou melhora no quadro clínico.

Segundo informa o último boletim médico, a ventilação mecânica será mantida, mesmo o jovem apresentando pressão normal e estando consciente. Não há previsão para novos procedimentos cirúrgicos.

Ainda na última quarta (3), Mateus Ferreira foi transferido para a chamada Unidade de Terapia Intensiva (UTI) 2, onde poderá ser acompanhado por familiares durante 12 horas diárias. Desde que foi levado ao hospital depois da agressão, ele passou por uma cirurgia com as equipes da Neurocirurgia e Maxilofacial.

O estado de saúde é estável, porém ainda grave.

Veja a nota:

O Hospital de Urgências de Goiânia (Hugo) informa que Mateus Ferreira da Silva, nascido em 6 de abril de 1984, apresenta pneumonia, diagnosticada na noite de ontem,3, após resultado do exame de tomografia de tórax. Por isso, a ventilação mecânica será mantida. Hoje, 4 de maio, ele está com sedação leve, pressão normal e consciente. Não há previsão para novos procedimentos cirúrgicos. Neste momento, paciente encontra-se em estado estável, porém ainda grave, respirando por aparelhos e permanece internado em uma Unidade de Terapia Intensiva (UTI). Nesta quarta-feira, 3 de maio, o paciente foi transferido da UTI 3 Neurológica do Hugo para a UTI 2, local com infraestrutura humanizada, onde o paciente está sendo acompanhado diariamente durante 12 horas por dois familiares à beira leito. Paciente deu entrada no Hugo dia 28 de abril e foi submetido a uma única cirurgia no último sábado, 29 de abril, com as equipes da Neurocirurgia e Maxilofacial.

Assessoria de Comunicação do Hugo

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.