AGMP Viva será chapa única à nova gestão de associação dos promotores goianos

Benedito Torres Neto e Leandro Murata ocupam vagas de presidente e vice da AGMP, respectivamente; confirmado, será o quinto mandato de Torres

Candidato a vice-presidente, Leandro Murata faz registro da chapa na AGMP | Foto: Divulgação

A chapa AGMP Viva foi confirmada nesta segunda-feira (18) como única inscrita para as próximas eleições da Associação Goiana do Ministério Público (AGMP). O registro foi realizado presencialmente pelo candidato a vice, promotor Leandro Koiti Murata. Benedito Torres Neto, candidato a presidente, estava em Brasília, em reunião do Conselho Nacional de Procuradores-gerais do MP (CNPG) para debater medidas de enfrentamento à PEC 5/2021, que tira autonomia de promotores e procuradores de Justiça.

Confirmada eleição da chapa, o ex-procurador-geral da Justiça do Estado de Goiás Benedito Torres terá quinto mandato na entidade, já que presidiu a AGMP por outros quatro mandatos: 2004/2006; 2006/2008; 2014/2016 e 2016/2017. Além de Torres e Murata, a chapa tem na diretoria as promotoras Alice de Almeida Freire, Camila Silva de Souza, Carla Fleury de Souza, Marlene Alves de Carvalho, Patrícia Otoni Pereira, Gabriela Starling e os promotores Bruno Barra Gomes, Antônio de Pádua, Carlos Alberto Fonseca, Leandro Franck, Paulo Pereira dos Santos e Vinícius Marçal Vieira.

Desafio
Benedito Torres coloca seu nome a serviço dos promotores e procuradores diante do “momento grave” que o país passa, do cenário de crises e conflitos que refletem diretamente na harmonia democrática e no próprio Ministério Público, e do enfrentamento às mais diversas forças que tentam enfraquecer a instituição.  “É o caso das alterações da Lei de Improbidade e também da PEC 05/2021”, pontuou em carta dirigida aos membros do Ministério Público.

“Foi com muita humildade que, depois de ouvir e de refletir, decidi concorrer novamente ao pleito para a presidência da AGMP, em defesa da instituição, trabalhando pela valorização dos promotores e procuradores do Estado e em defesa da simetria com o Poder Judiciário, alcançada por meio de muita luta, ao longo dos nossos 54 anos de história”, afirmou o candidato no documento.

Benedito Torres sai em defesa dos associados e de toda a classe, contra a PEC 05/2021 e diz que AGMP tem que ser “atuante” na defesa dos associados, no cuidado da saúde e do bem-estar de todos os promotores e procuradores de Justiça, assim como precisa dar condição e estrutura compatíveis com a crescente demanda de trabalho que vem sendo imposta aos membros do MPGO.

“Não existe conquista sem união. Portanto, para o êxito dessa empreitada preciso e conto com o apoio de todos os colegas, para que, juntos, possamos resgatar o protagonismo, a força e a pujança características da AGMP”, concluiu o procurador.

No ato de registro da chapa, Leandro Murata gravou um vídeo convocando os associados para debater a entidade durante às eleições para a direção da Associação pelo próximo Biênio (2021 a 2023). “Somente com uma classe unida vamos conseguir atuar em defesa de todos os associados e toda a classe, fortalecendo a AGMP e o Ministério Público”, acrescentou o candidato a vice-presidente.

Atos contra a PEC 05/2021
O registro da chapa no mesmo dia dos atos dos procuradores e promotores contra a PEC 05/2021 em todo o Brasil. A PEC altera vários dispositivos da Constituição Federal, entre eles a composição do Conselho Nacional do Ministério Público (CNMP), interferindo, diretamente, na atuação de cada membro do Ministério Público (MP) e na democracia e interfere na autonomia de todos.

Em Goiânia, o ato aconteceu na manhã da segunda-feira, 18, na sede do Ministério Público de Goiás (MPGO), com a participação do candidato à vice-presidente pela Chapa AGMP Viva, Leandro Murata, e do Diretor-Financeiro, Bruno Barra, que representaram a chapa no evento que contou com a participação de representantes do Ministério Público do Trabalho (MPT), Ministério Público de Contas (MPC), do Ministério Público Federal (MPF), além de parlamentares do Congresso Nacional e da Assembleia Legislativa de Goiás (Alego), que se posicionaram contra a PEC 05.

Confira abaixo a composição da chapa:

Presidente: Benedito Torres Neto
Vice-presidente: Leandro Koiti Murata
Diretora de Assuntos Institucionais: Alice de Almeida Freire
Secretária-Geral: Camila Silva de Souza
Diretor Financeiro: Bruno Barra Gomes
Diretora Sócio-Cultural: Carla Fleury de Souza
Diretor de Esportes e Lazer: Antônio de Pádua Freitas Júnior
Diretora de Integração: Marlene Alves de Carvalho e Vieira
Diretor de Comunicação: Carlos Alberto Fonseca
Titular do Conselho Fiscal: Leandro Franck de Oliveira Ávila
Titular do Conselho Fiscal: Paulo Pereira dos Santos
Titular do Conselho Fiscal: Patrícia Teixeira Guimarães Gimenes
Suplente do Conselho Fiscal: Patrícia Otoni Pereira
Suplente do Conselho Fiscal: Vinícius Marçal Vieira
Suplente do Conselho Fiscal: Gabriela Starling Jorge Vieira de Mello

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.