Santa Genoveva recebe primeiro voo internacional na próxima terça-feira, 25

Segundo o titular da Secretaria de Indústria e Comércio, Adonídio Neto Vieira Júnior, trata-se da chegada de uma UTI aérea vinda da Argentina

Governador Ronaldo Caiado visita salão de embarque e desembarque destinado a receber passageiros vindos por voos internacionais / Foto: Lívia Barbosa / Jornal Opção

Foi inaugurado, na manhã desta segunda-feira, 24, o salão internacional de embarque e desembarque do Aeroporto Santa Genoveva. O espaço reservado para este fim só pôde ser inaugurado após o Santa Genoveva receber o título de Aeroporto Internacional — o que até então seguia como um sonho distante não só para a capital, mas para todo o Estado.

No encontro realizado para inauguração do espaço, o titular da da Secretaria de Indústria e Comércio, Adonídio Neto Vieira Júnior agradeceu a parceria dos órgãos anuentes que entenderam a importância do projeto para o turismo, comércio e indústria. “Não temos como pensar em crescer em relação à logística sem um aeroporto internacional “, avaliou.

Em seguida, disparou: “Amanhã teremos o primeiro voo internacional, vamos receber uma UTI aérea vinda da Argentina que desce aqui. Isso não quer dizer que teremos voos regulares de imediato, mas vamos lutar por isso”.

Já o governador Ronaldo Caiado (DEM), disse que a internacionalização do aeroporto de Goiânia respalda o que a mídia nacional divulgou neste final de semana: “Goiás está entre os cinco estados que vão superar a crise já em 2021”, disse.

Na ocasião, o governador fez um pedido à Receita Federal na intenção de que os bens aprendidos possam ser transferidos para o Estado. “Principalmente os de tecnologia para atender nossas crianças”, completou.

Quanto aos voos internacionais o governador destacou que a intenção é que a capital se torne um “ponto estratégico”. “Temos uma estrutura capaz de dar ao Estado. Isso nos ajudará a sair da crise”, destacou Caiado ao agradecer o presidente Jair Bolsonaro pelo apoio do Governo Federal.

“Nós vamos querer ampliar cada vez mais nosso aeroporto. Para trazer turismo, pois ninguém tem as belezas que nós temos em Goias, Corumba, Calas Novas, Chapada dos Veadeiros e tentas outras. Nós vamos sair da crise, salvando vidas, resgatando a economia e transformando Goiás em exemplo nacional”, pontuou o democrata.

Cargas

Já o presidente da Goiás Turismo, Fabrício Amaral, destacou que, devido à pandemia gerada em decorrência do novo coronavírus (Covid-19), o mundo segue parado, “mas tenho certeza que pelo nosso potencial e estrutura, em breve, estaremos recebendo muitos voos”, completou.

De acordo com o titular, 50% das pessoas que vão para Portugal a partir do aeroporto de Brasília são de Goiânia. “Isso por si só já representa um voo cheio. Isso demonstra que estamos no caminho certo”, pontuou.

Para ele, tão importante quando o deslocamento dessas pessoas para a economia goiana, também será a emissão e recebimento de cargas. Isso representará, segundo ele, um “ganho imensurável” para a capital. “Especialmente para os setores do agronegócio, indústria e mineração”, completou.

Vale lembrar que a pedido da Receita Federal a Infraero investiu 185 mil para dar mais conforto aos 280 a 300 passageiros que podem chegar em uma única aeronave de voo internacional. O local contará com equipamentos de reconhecimento facial e cães farejadores , para que Goiás não seja ponto do tráfico internacional de drogas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.