Aécio tira Tasso do comando do PSDB e indica Goldman para presidir partido

Afastado desde maio, senador mineiro argumentou que é preciso garantir a isonomia nas eleições do partido

Foto: Marcos Oliveira

O senador Tasso Jereissati (CE) foi destituído na tarde desta quinta-feira (9/11) do comando interino do PSDB pelo presidente nacional da sigla Aécio Neves (MG), que estava afastado desde maio após ter sido gravado pedindo R$ 2 milhões ao empresário Joesley Batista.

A destituição ocorre um dia depois de Tasso anunciar sua pré-candidatura à presidência do PSDB. Além do senador cearense, concorre ao cargo o governador do Goiás, Marconi Perillo.

A aliados, Aécio argumentou que é preciso garantir a isonomia na disputa, e, na liderança da sigla, Tasso teria vantagem. Assume a presidência interina da legenda o ex-governador de São Paulo Alberto Goldman.

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.