Advogados são alvos de operação da Draco contra tráfico de drogas

Agentes da Draco realizam busca e prisões em Goiânia, Senador Canedo e Trindade

A Delegacia Estadual de Repressão às Ações Criminosas Organizadas (DRACO) deflagrou nesta quarta-feira (16) a Operação Patrocínio Infiel. Foram mobilizados 155 policiais civis para o cumprimento de 72 mandados judiciais, sendo 39 de busca e apreensão e 33 de prisão.

Foram mandados de buscas foram cumpridos em endereços vinculados a advogados suspeitos de integrar uma organização criminosa e, até o momento, duas advogadas foram presas durante a operação.

Além das buscas e prisões, também foram bloqueados mais de R$ 49.300.000,00 em contas bancárias movimentadas pelos investigados, bem como sete imóveis e dois veículos (um deles blindado).

A investigação identificou a atuação de advogados junto a membros de uma facção criminosa goiana responsável por grande parte do comércio de cocaína do estado, trazendo a droga da Bolívia.

Os advogados investigados atuam nos presídios do Estado como verdadeiros comparsas de seus clientes, se aproveitando do acesso que têm aos detentos para levar e trazer mensagens tratando sobre tráfico de drogas, venda de armas, “batismo” e cadastro de novos membros na facção. As informações repassadas pelos advogados tratam, inclusive, sobre ataques a membros de facções rivais.

Foi identificada também uma rede de lavagem de dinheiro usada para movimentar o dinheiro do tráfico de drogas e de outros crimes. Essa rede é composta por contas de pessoas físicas, de empresas regulares e de empresas de fachada e movimentou mais de R$ 150.000.000,00 de 2017 a 2020, em sua maioria de origem ilícita.

O nome da operação é uma referência ao crime de patrocínio infiel, previsto no Código Penal, relacionado à conduta do advogado que, no exercício de seu ofício, trai o seu dever profissional.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.