Advogado José Roberto de Castro Neves ministra palestra em Goiânia

Autor do livro “Como os advogados salvaram o mundo – A história da advocacia e sua contribuição para a humanidade”, dentre outros, jurista fará amplo apanhado histórico da profissão e vai discutir a importância de uma postura de vigilância por parte da advocacia para manutenção da Democracia

Foto: Reprodução

 

Autor do livro “Como os advogados salvaram o mundo – A história da advocacia e sua contribuição para a humanidade”, dentre outros, jurista fará amplo apanhado histórico da profissão e vai discutir a importância de uma postura de vigilância por parte da advocacia para manutenção da Democracia

Advogado, militante e dono de uma vastíssima erudição e visão humanista. Com estes predicativos, o advogado carioca José Roberto de Castro Neves tornou-se uma sumidade não somente entre a advocacia, mas entre intelectuais e personalidades brasileiras. Sua obra é definida pelos ex-presidentes da Ordem dos Advogados do Brasil como “fundamental para a compreensão da advocacia tal como atualmente é praticada” (Eduardo Seabra Fagundes), “obrigatória para os candidatos a ingressar na advocacia” (Reginaldo de Castro), “a melhor e mais completa obra sobre a história da advocacia” (Técio Lins e Silva, presidente do Instituto dos Advogados Brasileiros) e reconhecida como uma “descrição da saga percorrida por advogados ilustres que, desde a Antiguidade até nossos dias, doaram sua vida a causas dignificantes do ser humano” (Miguel Reale Júnior, ex-ministro da Justiça). Em entrevista a Pedro Bial em novembro de 2017, o jornalista destacou uma das maiores paixões do advogado: “Quando falo que o Zé é louco por Shakespeare, não é figura de expressão”. Entre os livros publicados por Castro Neves, vários estabelecem uma relação entre o icônico escritor inglês e o mundo jurídico.

Na próxima segunda-feira (29), a advocacia de Goiânia terá o privilégio de degustar de toda a ilustração de José Roberto de Castro Neves, que ministra a partir das 19h, no Cine Lumiére do Shopping Bougainville, a palestra sobre seu mais recente livro, “Como Os Advogados Salvaram o Mundo: A história da advocacia e sua Contribuição para a Humanidade”, publicado este ano pela editora Nova Fronteira. O evento é uma realização da Brasil Colômbia e Central do Brasil, e tem apoio da OAB Goiás e Cinema Lumiére.

Em conversa por telefone ao Jornal Opção, José Roberto antecipa que vai fazer um amplo apanhado histórico do ofício da advocacia, destacando personagens que se sagraram em momentos cruciais para humanidade, perpassando episódios como Revolução Gloriosa, Revolução Francesa e Revolução Americana. “Historicamente, os advogados sempre estiveram entre os que lideraram as lutas contra Estados tirânicos e anti-democráticos. Grandes figuras, como Ghandi e Mandela, por exemplo, eram advogados. Pretendo apresentar essa prova histórica da imensa contribuição dos advogados”, afirma o advogado, que se diz animado com a vinda à capital. “A expectativa é muito boa. A advocacia goianiense é fortíssima, com uma OAB muito atuante”, elogia.

José Roberto de Castro Neves chega a Goiânia após já ter passado por capitais como Recife e Curitiba e afirma que, apesar do clima de tensão e extrema polaridade, o momento é ideal para a reflexão que propõe. “Essa discussão fica mais relevante em momentos de incerteza. Os advogados são forjados e vocacionados a defender as pessoas e só podem atuar plenamente no Estado democrático, no qual possam expressar seus pontos de vista e exercer a defesa de forma ampla e com isonomia. Independentemente do resultado do próximo domingo, o papel de liderança da advocacia será fundamental. Aliás, a própria Lava-Jato é um movimento de jovens advogados idealistas. Evidentemente tem erros e acertos, mas conceitualmente todos são contra a corrupção. Não se discute que se deve apurar as coisas. A continuidade da operação depende fundamentalmente daqueles que são os garantidores da ordem. Que são, neste caso, os advogados”, reflete.

Vigília
Em sua avaliação sobre as Eleições no Brasil e o discurso dos presidenciáveis que disputam o segundo turno, Castro Neves aponta que ambos demonstram lampejos que podem ser lidos como possíveis ameaças ao sistema democrático e que, independente de qual seja o resultado, a advocacia terá que adotar muita vigilância. “A Democracia não é um modelo natural e sim um conceito racional. A essência animal do homem não é democrática. Na natureza, o que vale é a lei do mais forte. A Democracia é uma vigilância constante do homem para controlar os usos e abusos deste ímpeto. E esse controle é feito por meios jurídicos. Por isso que o advogado se torna esse agente tão importante”, afirma.

Castro Neves já publicou diversas obras, entre as quais “Medida por medida: o Direito em Shakespeare” e “A invenção do Direito e O direito das obrigações”. Dono de um extenso currículo, é doutor em Direito pela Universidade do Estado do Rio de Janeiro, mestre pela Universidade de Cambridge, Inglaterra, professor de Direito Civil da PUC-Rio e da FGV-Rio e “já se consolidou na condição de emérito civilista de nosso país, bem como jurista que se destaca por observar o Direito e os profissionais que lidam com a ciência jurídica a partir de pontos de vista que escapam ao discurso tradicional, formal e rotineiro” (Marcus Vinicius Furtado Coêlho, ex-presidente da Ordem dos Advogados do Brasil).

Reconhecido pelo apreço à Literatura, o advogado acredita que a erudição não deve ser encarada como um mero exercício de requinte diletante. Na sua compreensão, o conhecimento humanístico agrega o ofício da advocacia na medida em que este é voltado, essencialmente, para ajudar as pessoas. “A Cultura é um dado fundamental para compreender a humanidade. Você constrói a Ética pela Cultura. É preciso ler a Bíblia, Dante, ler os gregos… Shakespeare, por exemplo é uma fonte inesgotável de ética. A sociedade melhora com estes valores, que são transmitidos de geração para geração. E hoje estamos indo no caminho oposto, com a internet e as redes sociais, em que as informações vêm muito cruas e o discurso é muito raso. É fundamental, neste contexto, que a sociedade se instrua e tenha mais valores. E a esses valores só se chega pelas questões culturais, sem dúvida nenhuma”, completa.

Serviço:
Evento: Palestra com José Roberto de Castro Neves, autor do livro “Como Os Advogados Salvaram o Mundo: A história da advocacia e sua Contribuição para a Humanidade”
Data: Segunda-feira (29)
Horário: 19h
Local: Cinema Lumiére – Shopping Bougainville (Rua 9, 1855 – St. Marista, Goiânia – GO)
Entrada franca – condicionada à lotação do local.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.