Advogado do PMDB é condenado a retirar ataques a Marconi das redes sociais

Juiz Antônio Cézar Meneses afirma, na decisão, que Kowalsky “fez ataques diretos, ofensivos e sem provas” ao governador

Arquivo

A Justiça de Goiás determinou que o advogado Kowalsky do Carmo Costa Ribeiro, ligado ao PMDB, apague de todas as suas redes sociais, em até 48 horas, postagens ofensivas ao governador Marconi Perillo (PSDB).

O juiz Antônio Cézar Meneses, da 19.ª Vara Cível e Ambiental da Comarca de Goiânia, acolheu o argumento do advogado de defesa do governador, João Paulo Brzezinsky, segundo o qual as postagens de Kowalsky “se mostram ofensivas” por se constituírem em “ataques diretos e sem provas”.

Na decisão, Meneses estipulou multa diária de R$ 500 em caso de descumprimento da decisão. “No caso, após avaliar sumariamente o pedido e a documentação acostada, como é próprio deste momento processual, verifico que referidas postagens (…) se mostram ofensivas ao autor”, afirma.

O juiz observa, ainda, que as mesmas publicações “não são críticas administrativas ou políticas acerca do governo estadual, mas ataques diretos à pessoa, (e) não se fazem acompanhar de provas”. “O perigo da demora também se mostra latente, eis que a cada dia mais pessoas podem ter acesso aos conteúdos mencionados”, emendou o juiz.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.