Advogada é morta a tiros em Goiânia e investigação aponta para latrocínio

Laís Fernanda Araújo Silva, de 30 anos, tentava estacionar o carro quando foi baleada

Foto: Reprodução/Facebook

A advogada Laís Fernanda Araújo Silva, de 30 anos, foi morta a tiros na noite da última quinta-feira (10/5) enquanto tentava estacionar o carro Setor Alto da Glória, em Goiânia.

De acordo com a Polícia Civil, a investigação trabalha com hipótese de latrocínio, que é roubo seguido de morte. É possível que ela tenha se assustado com os criminosos, que acabaram atirando.

Até o momento, sabe-se que uma dupla participou da ação, mas, até o momento, os dois não foram identificados.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Andre Luis

Temos que acabar com essa violencia, uma Jovem brilhante enorme potential e sonhos ser morta assim , e um desperdicio!
Temos fazer algo que comecamos agora