Adriana Accorsi quer exercer bom mandato antes de pensar em 2016

Ex-integrante da cúpula da SSP-GO e antiga secretária de Defesa Social da capital comentou sobre as eleições de 2016. Ela é citada para disputar o Paço Municipal

Adriana Accorsi é cotada para 2016 | Foto: Marcello Dantas/Jornal Opção Online

Adriana Accorsi é cotada para 2016 | Foto: Marcello Dantas/Jornal Opção Online

A deputada eleita Adriana Accorsi (PT) sinaliza que pretende ganhar mais musculatura política antes de pensar em uma nova eleição, já que seu nome é cogitado para disputar a Prefeitura de Goiânia em 2016.

Antecipando que é preciso deixar de usar a política como um projeto individual, ela disse que se o seu partido precisar, pode pensar em disputar outra eleição. “Mas tenho que focar em ser uma boa deputada primeiramente”, informou.

A parlamentar acredita ainda estar em um momento de responsabilidade com os mais de 43.424 mil eleitores que a levaram à Assembleia. Porém, não se sente deputada só deles, mas de todo o Estado. Incluindo a classe dos trabalhadores, da segurança pública, das mulheres e das famílias, listou.


No plenário

Eleita para o primeiro mandato, Adriana Accorsi ressaltou em entrevista ao Jornal Opção Online que a segurança pública será o ponto essencial nas suas discussões. Principalmente por sua trajetória no setor: além de delegada de polícia, foi Diretora Geral de Polícia Civil do Estado no governo de Marconi Perillo (PSDB) — entre novembro de 2011 e janeiro de 2013 — e secretária de Defesa Social da Prefeitura de Goiânia por quase um ano e meio.

A policial promete não só embelezar o plenário, mas também compartilhar sua experiência profissional adquirida enquanto investigadora com os colegas deputados. “Como eu vim da área, quero contribuir na luta contra a violência para manter a segurança da população”, contextualizou.

Funcionária pública de carreira, a agente afirma que quer ser voz dos servidores estaduais e das mulheres na tribuna. “Fui a mulher mais bem votada e acredito que temos uma representação aquém da população. Por isso, tenho que buscar fazer um excelente trabalho nesse sentido.” Na avaliação dela, o caminho será de pedras e espinhos, pois a bancada PT-PMDB tem baixo número de deputados.

Porém, a responsabilidade que mais vai pesar nos ombros de Adriana Accorsi — e criar certas dificuldades, conforme disse à reportagem — será a de respeitar o legado político do pai, Darci Accorsi. Com longo histórico no PT goiano, o ex-prefeito da capital e deputado estadual faleceu em 20 de novembro, aos 69 anos.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.