“Abismo terá que ser resolvido em 2022”, diz Mauro Rubem

Vereador faz análise sobre eleições no Congresso e aponta custo alto a ser pago pela sociedade brasileira

Mauro Rubem (PT) | Foto: Reprodução

O vereador Mauro Rubem (PT), representante da esquerda no Legislativo goianiense, falou ao Jornal Opção sobre a nova presidência da Câmara de Deputados e do Senado Federal. Para o petista, no Senado já havia uma negociação em torno da construção de um nome, enquanto na Câmara foi preciso negociar R$ 3 bilhões em emendas para alcançar a vitória.

“Isso prova que o Centrão está dominando a ação política, é a prática do toma lá dá cá. Isso tem um custo muito caro para a população brasileira, são R$ 3 bilhões. Estamos vendo que é o apostar mesmo na negligência, na ação política contra a sociedade”, dispara o parlamentar.

De acordo com Mauro, não se vê uma ação efetiva por parte do governo federal no combate à crise sanitária e econômica e em busca de caminhos para o desenvolvimento do país. “Acho que teremos de fato uma situação muito grave no ano de 2021”, avalia.

“Para esconder a crise — o povo está sofrendo e morrendo — temos o incentivo ao negacionismo, ao não uso de máscaras e ataques às vacinas. Aí entram com pautas de costume, mentem e enganam a sociedade para tirar a atenção ao fato de que o país está sendo assaltado. Veja o preço dos combustíveis, do gás de cozinha, o enfraquecimento do poder público brasileiro.”

Por fim, o vereador diz que a democracia e a República estão sendo atacadas com a não realização de concursos públicos e outras ações do atual governo. “Tudo isso vai levando o Brasil para um abismo que teremos que resolver nas eleições de 2022”, encerra.   

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.