Abandonadas, ciclofaixas “desaparecem” na gestão Iris

Jornal Opção flagrou, no último domingo (7/1), desrespeito aos ciclistas com veículos estacionados e até caçambas de entulho nas faixas que eram para ser exclusivas

Este slideshow necessita de JavaScript.

Inaugurado em 2015 pelo então prefeito Paulo Garcia (PT), o circuito de ciclofaixas permanentes da capital passa por uma situação de verdadeiro abandono.

Criado para fomentar o uso de bicicletas e garantir lazer aos goianienses, o sistema funciona sempre aos domingos e feriados, instituindo faixas exclusivas para os ciclistas em várias ruas dos Setores Bueno, Oeste e Marista.

No entanto, não foi isso que o Jornal Opção constatou no último domingo (7/1). Carros e motos estacionados e até caçambas de entulhos atrapalhavam o trajeto e colocavam ciclistas em situação de risco.

Nas imagens acima é possível ver o desrespeito de motoristas e empreiteiros, além da omissão da Prefeitura de Goiânia. Durante duas horas, a reportagem percorreu, de bike, vários trechos e se deparou com uma situação desanimadora. Com um detalhe: não havia um agente sequer da Secretaria Municipal de Trânsito, Transportes e Mobilidade (SMT) para multar infratores.

Além disso, buracos e faixas delimitadoras apagadas dificultavam ainda mais o uso das ciclofaixas. Há trechos em que não é possível sequer ver que existe a rota.

Projeto

Inauguradas no final de 2015, as ciclofaixas interligam três parques da capital: Lago das Rosas, Vaca Brava e Areião.

O trajeto demarcado de interligação dos três parques de forma permanente passa pela Av. Portugal até a Rua Orestes Ribeiro (conhecida como T-52) para quem seguir em direção ao Vaca Brava, por meio da Av. T-3 para chegada ao parque. O retorno ao Lago das Rosas poderá ser feito também pela Av. T-3, mas pelo acesso à T-51 para passagem pela Av. Portugal e encontro com a Alameda das Rosas.

Veja abaixo a chamada “Rota do Pedal”:

Ciclofaixas interligando os três parques | Mapa: reprodução/ site Curta Mais

1 Comment threads
0 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
1 Comment authors

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Ricardo

Só não desapareceram as multas!!!!