O delegado de polícia e ex-deputado estadual Humberto Teófilo confirmou, nesta terça-feira, 10, ter sido convidado pelo partido Novo para compor a legenda e ser pré-candidato à Prefeitura de Goiânia. Caso aceite a proposta, Teófilo, que hoje é filiado ao Patriota, seria o terceiro pré-candidato do partido em Goiânia, junto com o superintendente do Procon Levy Rafael e o empresário Leonardo Rizzo.

Ao Jornal Opção, Teófilo informou ainda não ter decidido se vai, ou não, aceitar o convite, mas tudo indica que sim. Isso porque, mesmo sem ter a certeza de que será o representante do Novo na corrida eleitoral do ano que vem, a confirmação de que seu atual partido estará com Rogério Cruz em sua tentativa de reeleição – Teófilo já deixou claro que não apoia o chefe do Executivo municipal – e o processo de fusão com o PTB em andamento afastam o delegado cada vez mais da vontade de permanecer na legenda.

Logo, mesmo que Teófilo não vá para o Novo, no Patriota ele não deve ficar por muito tempo. “O martelo deve ser batido até dezembro […]. A fusão está acontecendo e eu vou ficar livre para ir para onde eu quiser”, destacou.

A reunião em que o convite foi feito aconteceu com o vice-presidente do partido Novo, Alano Queiroz, e Leonardo Rizzo, o que leva a crer que o empresário pode abrir mão de seu nome para passar o bastão da corrida para Teófilo.

Resta saber se o mesmo ocorre com Levy Rafael, que mesmo já tendo dito que só concorrerá caso a conjuntura seja favorável, foi referido por Alano Queiroz como o nome do partido para a Prefeitura. No entanto, quando se trata de política, tudo muda o tempo todo.

Leia também:

Partido Novo “favorita” Levy Rafael, mas pode ter outro pré-candidato em Goiânia

“Vamos lançar o Levy como candidato do Novo”, diz Alano Queiroz, vice-presidente da legenda em Goiás