2,8% dos municípios em Goiás estão com cobertura da vacina para poliomelite abaixo de 50%

Quando comparado com restante do Brasil, os municípios goianos possuem boa cobertura vacinal

Foto: Divulgação

Dados parciais da Secretaria de Estado da Saúde mostram que a cobertura vacinal contra poliomielite chega aos 80,23% para crianças menores de 1 ano de idade. Além disso, somente 2,8% dos municípios estão com cobertura abaixo de 50%. Os números são referentes até setembro de 2019.

Reportagem da Folha de São Paulo mostra que a baixa cobertura vacinal acendeu o alerta para novos casos de pólio no Brasil. Segundo o Ministério da Saúde, cem municípios brasileiros estão com coberturas vacinais abaixo de 50% —muito menos do que o ideal, que é de 95%, aponta a matéria. O que deixa Goiás em uma boa situação, quando comparado com o restante do país.

Recentemente, o secretário de saúde de Goiás, Ismael Alexandrino, disse que o movimento antivacina preocupa por ter poder de influenciar na cobertura contra o sarampo e outras doenças. Para ele, embora não seja de grande monta e feito por pessoas leigas, o movimento tem uma base forte de formadores de opinião, como artistas e celebridades.

A baixa cobertura na vacinação de sarampo acabou deixando com que a doença retornasse. O país certificado de eliminação do sarampo três anos após recebê-lo.

O calendário nacional de imunização prevê a aplicação de três doses injetáveis, aos 2, 4 e 6 meses de idade, e dois reforços via oral, aos 15 meses e aos 4 anos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.