2 milhões de doses podem garantir avanço na vacinação para mais grupos prioritários

A projeção é que seja possível chegar até portadores de doenças crónicas

| Foto: Fernando Leite/Jornal Opção

Goiás pode chegar a 2 milhões de doses de vacinas contra Covid-19 através da compra direta feita pelo governo estadual, autorizada pelo Supremo Tribunal Federal (STF). Com isso, irá permitir o avanço nos grupos prioritários, como protadores de doenças crônicas, independente da idade.

Na avaliação da superintendente de Vigilância em Saúde, Fluvia Amorim, com a possível compra dessas 2 milhões de doses haverá um grande impacto na imunização dos grupos prioritários, com antecipação de vacinação de pessoas com doenças crônicas. É bom salientar, no entanto, que a vacinação só é feita em pessoas acima de 18 anos, já que nenhuma vacina autorizada foi testada de forma massiva em crianças e adolescentes.

“Se conseguirmos vacinar esses grupos, diminui os grupos de risco, que são os que mais buscam internações. Assim, naturalmente diminui o ‘stress’ sobre o sistema de saúde”, avalia.

Os recursos para aquisição das doses virão do projeto autorizativo de crédito extraordinário em favor do Fundo Estadual de Saúde (FES), no valor de R$ 60 milhões, que tramita na Assembleia. O cálculo do governo é que o recurso seria suficiente para a compra de 1 milhão de doses.

O outro montante, também de R$ 60 milhões, advindos de remanejamento interno da Secretaria de Saúde. Os 2 milhões serão suficientes para imunização de 1 milhão de pessoas, já que são necessárias duas doses.

O governo ainda negocia a compra das vacinas. O governador Ronaldo Caiado (DEM) anunciou ontem que a tem encontro marcado com o na próxima terça-feira, 2, com o embaixador da Rússia no Brasil, Sergey Pogóssovitch. “Vamos sentar e discutir a capacidade de entrega do governo russo e a de produção da empresa União Química”, detalhou.

Com as novas doses recebidas na quarta-feira, 24, a Secretaria de Estado da Saúde avalia que há, hoje, 7 mil doses para além da faixa dos 80 anos, chegando a idosos de 79 anos, conforme adiantou O Jornal Opção.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.