1 a cada 3 pacientes recuperados da Covid-19 apresentam sequelas neurológicas ou psiquiátricas, diz estudo

Se o resultado do estudo for aplicado no Brasil, cerca de 10 milhões de brasileiros estão sujeitos a serem diagnosticados com alguma doença

Chineses usando máscara | Foto: Reprodução

Um estudo publicado ao longo da última semana mostrou que 33% dos sobreviventes da Covid-19 são diagnosticados com doenças neurológicas e psiquiátricas no decorrer dos seis meses posteriores à recuperação.

Conforme mostrado pelo jornal Estadão, se o resultado do estudo for aplicado no Brasil, cerca de 10 milhões de brasileiros estão sujeitos a serem diagnosticados com doenças neurológicas e psiquiátricas.

Para traçar essa estimativa, os estudiosos observaram prontuários eletrônicos de 81 milhões de pacientes nos EUA. Foram selecionados os prontuários daqueles que testaram positivo para a Covid-19 após janeiro de 2020 e que em dezembro continuavam vivos.

O grupo com Covid-19 foi comparado a um grupo de mais de 105 mil pessoas diagnosticadas com a influenza e outros mais de 230 mil diagnosticados com qualquer tipo de infecção respiratória, mas que nunca tiveram a Covid-19.

Os resultados, segundo o Estadão, mostraram que 33,62% dos pacientes diagnosticados com a Covid-19 também foram diagnosticados com algum tipo de doença neurológica ou psiquiátrica no decorrer dos meses seguintes. Deste universo, 38,73% estiveram internados e 46,42% precisam de internação em UTIs.

A lista dos possíveis diagnósticos pós-covid incluem 22 doenças. Dentre elas: doença neuromuscular, doença psicótica, crises de ansiedade e derrame isquêmico. Os resultados, ainda de acordo com o jornal paulista, demonstra que para cada pessoa que a Covid-19 mata, 33 pessoas entre as que se curam terão diagnósticos de algum tipo de doença neurológica.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.