O presidente eleito, Luiz Inácio Lula da Silva (PT), deve anunciar nesta quinta-feira, 29, novos nomes para o seu ministério. Conforme anúncio do futuro ministro-chefe da Casa Civil, Rui Costa, o terceiro governo do petista terá 37 ministérios. O número é 60% maior do que a atual configuração da Esplanada, com 23 pastas. Até o momento, 21 nomes foram confirmados.

O MDB deve ficar com três pastas. Uma delas será liderada pela senadora Simone Tebet (MS), que, após dias de negociações, sinalizou a aliados que aceitou comandar o Ministério do Planejamento.

Outros três ministérios devem ser designados para representantes do PSD. Entre os cotados estão o senador Alexandre Silveira (MG), o senador Carlos Fávaro (MT) –ligado ao agronegócio– e o deputado federal Pedro Paulo (PSD-RJ), que é próximo ao prefeito do Rio de Janeiro, Eduardo Paes.

Já o União Brasil deverá comandar duas pastas na futura configuração da Esplanada dos Ministérios. O partido, criado neste ano, é resultado da fusão do DEM com o PSL –legenda pela qual, em 2018, Bolsonaro foi eleito presidente.

Veja, abaixo, esses e mais nomes:

  • Simone Tebet (Planejamento);
  • Marina Silva (Meio Ambiente);
  • Renan Filho (Transportes);
  • Jáder Filho (Cidades);
  • Carlos Lupi (Previdência);
  • Carlos Fávaro (Agricultura);
  • Alexandre Silveira (Minas e Energia);
  • André de Paula (Pesca e Aquicultura);
  • Paulo Teixeira (Desenvolvimento Agrário);
  • Juscelino Filho (Turismo);
  • Paulo Azi (Comunicações).