Vistoria em centro de reabilitação do Estado e constata insuficiência de equipamentos e profissionais

Foi verificado que várias salas de atendimento não possuem aparelhos de ar condicionado, incluindo a maior parte dos cômodos da área de ampliação do prédio

O promotor de Justiça Thiago Ribeiro, que atua na área de defesa da saúde em Palmas, realizou vistoria, na quinta-feira, 15, no Centro Especializado em Reabilitação (CER), tendo constatado diversas deficiências em termos de materiais, equipamentos e recursos humanos. A unidade, localizada na quadra 203 sul, é mantida pelo Estado e presta atendimento a pacientes com deficiência física e intelectual.

Conforme foi apurado, o CER não possui esteira elétrica e a única bicicleta ergométrica disponível encontra-se quebrada. É insuficiente a quantidade de tablados para atendimento aos pacientes e de brinquedos destinados à estimulação sensorial das crianças. Os aparelhos de audiometria do Centro estão quebrados e faltam equipamentos diversos de eletroterapia.

Ainda foi verificado que várias salas de atendimento não possuem aparelhos de ar condicionado, incluindo a maior parte dos cômodos da área de ampliação do prédio. Faltam ao menos 10 unidades deste tipo de aparelho, segundo o levantamento da 19ª Promotoria de Justiça da Capital.

Quanto aos recursos humanos, é necessário reforçar o quadro do Centro Especializado em Reabilitação com clínico geral, fonoaudiólogo, neurologista, psicólogo, enfermeiro e técnico de enfermagem. O promotor de justiça disse que oficiará a Secretaria Estadual da Saúde (SES), relatando a situação e requerendo providências.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.