Tiago Andrino se prepara para assumir cadeira na Câmara Federal

Suplente assume vaga de Osires Damaso (PSC), que pediu licença para se dedicar à campanha para o governo do Estado

Ex-vereador de Palmas Tiago Andrino (PSB) | Foto: Aline Batista

O ex-vereador e ex-candidato a prefeito de Palmas, Tiago Andrino (PSB), se prepara para finalmente assumir uma cadeira na Câmara Federal, mesmo que por um curto período de quatro meses, mais ou menos. Tiago assume em lugar de Osires Damaso (PSC) que está se licenciando para se dedicar à campanha para o governo do Estado. A posse está prevista para acontecer no dia sete de junho, conforme entendimento entre titular e suplente, com as bençãos do padrinho, Carlos Amastha.

Andrino é afilhado político do ex-prefeito de Palmas e ex-candidato a governador Carlos Amastha, que preside o PSB e é candidato a deputado federal nestas eleições. Amastha chegou a reclamar da falta de sensibilidade políticas de parceiros de coligação, já que desde de 2014 Andrino figura na condição de suplente de deputado federal e ainda não tinha tido a oportunidade de exercer o cargo.

“Essa é uma excelente casualidade, porque o Damaso já tinha decidido que não faria uma pré-campanha a governo sem se afastar do plenário da Câmara. O deputado me apoiou para o governo em 2018, estava dentro da nossa coligação e o primeiro suplente é o Tiago Andrino, então é um complemento fantástico que se deu pela coerência do deputado que não aceita fazer pré-campanha quando ainda está recebendo da Câmara”, declara o ex-prefeito.

A efetivação de Tiago Andrino mexe com o jogo da disputa para o governo do Estado. Amastha e Andrino passam a compor o palanque do pré-candidato a governador Osires Damaso, o que representa uma força importante para o represente dos evangélicos nesta disputa. Amastha é tido como um puxador de votos no PSB, com capital político comprovado em todo o Estado, mas com maior expressão em Palmas, Araguaína e Gurupi.

Outro dado importante é que fica evidente que Osires Damaso não busca, com sua candidatura, ocupar uma vaga de vice de candidatos que no momento parecem mais competitivos. O deputado demonstra com o afastamento da Câmara que pretende entrar com força na disputa. Como o cenário não está definido, pode muito bem crescer e aparecer. As pesquisas de opinião apontam que a maioria do eleitor tocantinense se declara conservador, o que indica que uma candidatura deste seguimento tem muito para crescer. Uma coincidência, que parece uma negociação bem trabalhada, em que será bom para todos, inclusive para o eleitor.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.