Pré-candidata trans tocantinense se queixa de invisibilidade

Andy é uma das 94 candidatas trans do PT que vão disputar as eleições municipais desde ano

Uma das 94 pré-candidaturas transgêneras do Partido dos Trabalhadores (PT) nestas eleições é da tocantinense Andy. Ela busca viabilizar sua candidatura a uma vaga na Câmara de Vereadores de Paraíso do Tocantins, mas aponta sofrer com a “invisibilização” de sua campanha.

“Na candidatura majoritária minha legenda não foi citada na primeira pesquisa eleitoral feita em Paraíso, isso demonstra claramente que querem invisibilizar não só a mim, mas a esquerda no município”.

“Quando você não se encaixa nos padrões sociais e mora num lugar conservador acaba desenvolvendo a habilidade de resistir, minha luta é de interesse de todos, entendo o quanto é importante que tenha ativistas como eu nessa cidade lutando pelos mais fracos, sei que não será fácil, mas mares tranquilos não fazem bons marinheiros” pontuou a pré-candidata.

A petista realiza neste domingo, 6, uma live para discutir o tema “Política e Jogos de Poder”. A transmissão acontece a partir das 11 horas, no Instagram.

Em material enviado à imprensa, a pré-candidata comenta a importância do debate. “Entender como os jogos de poder funcionam é fundamental para a construção de uma sociedade ética e inteligente, onde todos precisam entender que a filosofia sempre foi como um farol em tempos sombrios, por esse motivo convido todos a participar” enfatizou.

Baseado nas atuais configurações, grande parte do trabalho de campanha vem sendo realizado virtualmente, para isso é importante que a população esteja atenta aos diálogos e as movimentações que estão acontecendo durante esse período, observar o trabalho realizado pelos pré-candidatos nas redes sociais pode ser determinante na hora de votar.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.