Polícia Civil recupera 134 cartões de idosos e indígenas durante operação em Tocantínia

Seis mandados de busca e apreensão foram cumpridos no comércio de Tocantínia, que fica a 70 quilômetros de Palmas

Durante a “Operação Borduna” em Tocantínia, na região central do estado, a Polícia Civil apreendeu 134 cartões de idosos e indígenas nas mãos de comerciantes. A informação é de que 83 deles eram do programa Bolsa Família. Segundo as investigações, o povo Xerente só conseguia comprar nos mercados da cidade se deixasse os cartões como um tipo de garantia de pagamento.

Seis mandados de busca e apreensão foram cumpridos no comércio de Tocantínia, que fica a 70 quilômetros de Palmas. “Importante frisar que durante o cumprimento do mandado de busca e apreensão indígenas estavam chegando até o comércio para realizar as compras mensais. A justificativa dos comerciantes para reter esses cartões indígenas e dos idosos seriam pelo inadimplemento dos povos Xerente daquela cidade”, disse o delegado Hismael Athos.

A polícia investiga suspeita de estelionato, associação criminosa, retenção de cartão magnético, que é um crime previsto no estatuto do idoso, além de crimes contra o consumidor. Isso porque também há relatos de que os comerciantes da cidade estavam vendendo produtos aos indígenas com valores acima da média de mercado.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.