PGJ Maria Cotinha presta contas da gestão e Luciano Casaroti será empossado na segunda, 14

Aproximadamente R$ 5,5 milhões ficará disponível para a próxima gestão do Ministério Público do Tocantins

Durante sessão extraordinária do Colégio de Procuradores de Justiça ocorrida na sexta-feira, 11, a procuradora-geral de Justiça, Maria Cotinha Bezerra Pereira, realizou a prestação de contas de sua gestão, enumerando as principais realizações de um ano de administração.

Ela mencionou os diversos investimentos, informando que, apesar dos entraves de um cenário de pandemia, concluiu as ações planejadas, realizou obras e aquisições sem extrapolar o orçamento de 2020 e está deixando um superavit financeiro de aproximadamente R$ 5,5 milhões, que ficará disponível para a próxima gestão do Ministério Público do Tocantins (MPTO). “Hoje, avaliando em retrospecto, vejo o quanto trabalhamos, a dinâmica que conseguimos impor às atividades administrativas e os resultados que alcançamos em um período tão curto, muitos deles com repercussão sobre o futuro do Ministério Público do Tocantins”, considerou a procuradora-geral de Justiça.

Equilíbrio

No que se refere às despesas com pessoal, a PGJ mencionou que o MPTO é uma das unidades do Ministério Público brasileiro com melhor controle. NO Tocantins, a despesa corresponde a 1,48% da Receita Corrente Líquida do Estado, posicionando-se bem abaixo do limite de alerta (1,80%), do limite prudencial (1,90%) e do limite máximo legal (2,00%) estabelecidos na Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF).

Posse de Luciano Casaroti como procurador-geral de Justiça

Já na segunda-feira, 14, às 17h, haverá sessão solene de posse do procurador-geral de Justiça Luciano Cesar Casaroti, que ficará à frente da gestão do Ministério Público do Tocantins (MPTO) no biênio 2020/2022. Em razão da pandemia, a sessão ocorrerá exclusivamente por meio virtual, sendo transmitida pelo canal da instituição no youtube. 

Luciano Cesar Casaroti sucederá Maria Cotinha Bezerra Pereira, que exerce o cargo de PGJ desde 19 de dezembro de 2019. Ele foi o membro mais votado em eleição para a formação de lista tríplice destinada à escolha do PGJ, realizada em 16 de outubro. 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.