Parlamentares do Tocantins redirecionam emendas para o combate à Covid-19

Deputados utilizam recursos do orçamento federal que iriam para outras áreas para ações de atendimento aos infectados com o novo coronavírus

Dulce Miranda e Tiago Dimas: recursos para o Tocantins | Fotos: divulgação

Sensibilizada pelo estado de calamidade pública declarado pelo governo do Estado do Tocantins, a bancada federal se mobilizou no sentido de remanejar suas emendas impositivas individuais e de bancada para a área da saúde, a fim de conter a pandemia de coronavírus.

O deputado federal Osires Damaso (PSC) foi o primeiro a se manifestar a agir transferindo R$ 9.865.200,00, sendo R$ 1 milhão de emenda individual e R$ 8.865.200,00 da emenda de bancada para a saúde. “Os casos de coronavirus estão aumentando de forma significativa no Brasil inteiro de forma alarmante e o próprio Ministério da Saúde já anunciou que esse número irá crescer mais. Precisamos buscar todos os recursos disponíveis para que a proliferação desse vírus tenha o menor impacto possível. Dessa forma, estou solicitando ao governador Mauro Carlesse que o recurso das minhas emendas da saúde seja utilizado nas ações de combate ao coronavirus”, disse Damaso.

Já o deputado Vicentinho Junior (PL) escreveu em uma das suas redes sociais: “Mesmo sendo deputado de oposição ao atual governo, e tendo minhas desconfianças quanto a honestidade dele, destinei na minha cota de emenda de bancada o valor de R$ 8.340.000,00 para a aquisição de ventiladores pulmonares para todos os municípios do Tocantins através do Governo Estadual. Espero que ele use bem, com agilidade e qualidade esse recurso. Ficaremos vigilantes quanto a isso!”

Outra oposicionista, a deputada Dulce Miranda (MDB), comunicou que solicitou, junto à Coordenação da Bancada do Tocantins, redirecionamento de R$10 milhões para a Saúde, da parte que lhe competia da emenda impositiva de bancada. O referido valor será subtraído dos R$17 milhões, que tinha destinado anteriormente ao DNIT.

Já Tiago Dimas (SD) publicou em uma das suas redes socais: “Tendo em vista a crise causada na pela Covid-19, remanejei R$ 2 milhões da minha emenda impositiva de bancada para a saúde de Araguaína, a fim de firmar convênio da prefeitura com o Hospital Dom Orione, com objetivo de montar leitos de UTIs para atender possíveis casos graves. Além disso, nesta semana já havia destinado emendas individuais a 48 municípios do estado para o custeio de ações de combate e prevenção à pandemia”

Por fim, o senador Irajá Abreu (PSD) disse que protocolou projeto de sua autoria que desonera folha de pagamento de empresas durante crise do coronavírus. “Apresentei no Senado Federal um projeto de lei (PL 949/2020) para desonerar a folha de pagamento das empresas durante o enfrentamento do coronavírus no Brasil. Sem poder abrir as portas, uma quantidade enorme de empreendimentos corre o risco de falir. Estou propondo a suspensão temporária do pagamento do FGTS, INSS, RAT, Salário-educação e demais contribuições. Temos o dever de nos unir e construir com responsabilidade soluções para que as empresas possam sobreviver e não ser necessária a demissão de milhões de brasileiros e brasileiras”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.