Palmas terá parques solares para gerar energia renovável em prédios públicos

Acordo prevê investimento de R$ 50 milhões para implementação do sistema

Contrato para a implantação foi assinado pela Prefeita de Palmas, Cinthia Ribeiro (PSDB), e representantes da Caixa Econômica Federal | Foto: Ascom Prefeitura de Palmas

O Município de Palmas firmou convênio para ter, em breve, os dois primeiros parques solares no Brasil, criados para geração de energia renovável que atenderá a administração pública. O contrato para a implantação foi assinado pela Prefeita de Palmas, Cinthia Ribeiro (PSDB), e representantes da Caixa Econômica Federal (CEF) na quarta-feira, 3.

“Seremos os primeiros no Brasil a implementar dois parques de energia solar. É uma ação pioneira. No coração do País, daremos início a um projeto que fará a mudança da matriz energética de todos prédios públicos”, destacou a prefeita em entrevista. Secretários municipais, vereadores e demais autoridades prestigiaram o encontro.

O acordo prevê investimento de R$ 50 milhões para implementação do sistema que atenderá estabelecimentos como repartições da prefeitura, escolas, unidades de saúde, entre outros.  “Vamos inovar. Trabalhamos com sustentabilidade no discurso e na prática. Com esta iniciativa, iremos gerar emprego e melhorar a renda com mão de obra qualificada. E mais: implementar um sistema sustentável”, afirmou a chefe do Executivo de Palmas. “É um projeto viável no ponto de vista econômico, mas que também gera economia aos cofres públicos”, complementou Cinthia Ribeiro.

Com a iniciativa, a prefeitura promoverá economia na conta de energia. Isso porque em 2018, por exemplo, foram gastos pelo Executivo R$ 13,7 milhões em energia elétrica dos prédios públicos. Segundo o contrato, em nove anos – prazo de amortização das parcelas e encargos do financiamento – o lucro da operação será de aproximadamente R$ 85 milhões.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.