“Nosso governo atende a comunidade em todas as áreas”

Vice-governadora do Estado enumera conquistas da administração estadual e, como presidente do PV, diz que seu partido terá mais força em 2018

Foto: divulgação

Ela é a primeira mulher eleita vice-governadora no Estado do Tocantins — em 2014, na chapa encabeçada por Marcelo Miranda, do PMDB. É, também, presidente regional do PV e, nessa condição, afirma que busca fortalecer a sigla para a disputa do ano que vem. Reconhecida pelo seu perfil executivo e administrador, Cláudia Lelis se coloca como defensora das causas sociais e ambientais, além de ativista na luta pelo desenvolvimento social e econômico, aliado à preservação ambiental.

Graduada em publicidade, entusiasta da gestão que atualmente ocupa o Palácio Araguaia, nesta entrevista ao Jornal Opção, Cláudia Lelis discorre sobre suas atividades como vice-governadora, como também, sobre as realizações havidas durante os três períodos que assumiu interinamente o governo do Estado.

Em razão da viagem do governador Marcelo Miranda à Alemanha, com a finalidade de participar da Conferência do Clima, a sra. assumiu – pela terceira vez – o governo do Estado do Tocantins. Como classifica essas experiências e quais foram as realizações?

Me sinto realizada, é uma grata satisfação. Sou a primeira mulher, eleita vice-governadora do Estado do Tocantins e, também, a primeira a assumir o cargo. Já o fiz por três vezes. Esta última, foi um período muito produtivo. Desta vez, fiz uma agenda bem diversificada. Visitei obras, entreguei outras, além de ações pontuais. Considero de vital importância a entrega dos títulos definitivos dos imóveis aos moradores da região sul de Palmas. Foi, na verdade, um resgate da dignidade. Tenho dito que esse é um programa do nosso governo de maior relevância, um dos maiores programas de regularização fundiária que nosso Estado já viu e, apenas para se ter uma ideia, só em Palmas serão mais de dez mil famílias beneficiadas. No restante do Estado, muitas outras famílias também serão agraciadas por esse Programa, denominado “Meu Lote Legal”. É uma marca do Governo Marcelo Miranda que fazemos questão de exaltar. Foi com grande emoção e alegria que participei — na condição de governadora em exercício — da felicidade daquelas famílias. Como mãe de quatro filhos, eu sei o que significa para uma mãe, a regularização de um lote, uma casa digna, em que possa criar os seus filhos.

Na última entrevista ao Jornal Opção, a sra. exaltou o trabalho do Instituto de Terras do Tocantins (Itertins), que teve a sua permanente e árdua participação, no sentido de regularizar essas áreas…

Sim, é verdade. Na condição de candidata a prefeita de Palmas, e independentemente do resultado das urnas, é uma bandeira que defendo há vários anos. A regularização fundiária da capital é necessária e urgente, assim como, em todos municípios do nosso território. O governo do Tocantins trabalha arduamente para isso.

Visitei as áreas de dois programas habitacionais que serão brevemente entregues em Palmas e, também, em todo Estado. Vistoriei as obras de duas escolas de tempo integral na capital que serão, brevemente, entregues à população e que visam a excelência no aprendizado e educação.

É perceptível que o governador Marcelo Miranda tem procurado atender as comunidades nas mais diversas áreas, como a ampliação do Hospital Geral Público de Palmas (HGPP), retomada das obras no Hospital de Gurupi e, por fim, concluir as obras do Hospital Regional de Araguaína, além de outras obras estruturantes.

Não posso deixar de ressaltar o lançamento da nova ponte de Porto Nacional, como também a de Xambioá, que interligarão o Estado do Tocantins e viabilizarão o escoamento da produção agrícola da nossa região, minimizando o custeio e proporcionando o desenvolvimento econômico, que já demonstrou ser pujante. Além disso, recuperamos em 2017 mais de 1.500 km de estradas estaduais e em 2018 a meta será mais 1.300 km.
É um tempo de superação, sem dúvidas, mas estamos tentando com todas as nossas forças, honrar os votos para o mandato que nos foi concedido.

Inobstante a sra. ser presidente estadual do Partido Verde (PV), coincidentemente, o governador Marcelo Miranda viajou para uma conferência internacional sobre o clima no planeta e as agendas da sra. no Estado do Tocantins estiveram, também, relacionadas ao meio ambiente com a promulgação, por exemplo, da lei que proíbe que jogar lixo nas ruas. Como a sra. define essa conicidência?

Definitivamente, muito peculiar. Assim que o projeto de lei da deputada Luana Ribeiro (PR) chegou às minhas mãos, sancionei de pronto. Entendo que normas dessa natureza têm a finalidade não apenas de preservar a natureza e o meio ambiente, como também é uma questão de saúde pública. Todas as metrópoles de Primeiro Mundo, como também muitas outras cidades brasileiras, já instituíram lei semelhante, porque essa é uma maneira de cuidar, proteger e resguardar nossa população. A Secretaria de Meio Ambiente, juntamente com o Detran e a Polícia Militar, vai encontrar mecanismos para operacionalizar e dar efetividade à referida norma legal.

Na mesma semana, a sra. também visitou as obras do novo prédio do Naturatins e a obtenção da licença ambiental para construção da sede. Qual é a relevância para a presidente do PV estruturar aquele órgão ambiental?

Quando se ouve falar em obras de reformas ou construção de novos prédios públicos, sempre se liga o sinal de alerta no que se refere às preocupações com o meio ambiente. Fiz questão de conferir de perto, visando evitar eventuais atrasos, porque a construção da nova sede do órgão, obedecendo todas as regras ambientais vigentes, vai beneficiar diretamente a população do Tocantins.

E quanto ao comitê de proteção aos animais, criado durante o período que o governo do Tocantins esteve sob o seu comando?

Considero de grande relevância. Vivemos um problema social, que é o abandono dos animais de estimação, especialmente gatos e cachorros. A criação do comitê vai permitir que as ONGs e os órgãos do governo tenham mais suporte para buscar soluções para esse problema, que é grave. A proteção dos animais é garantida constitucionalmente, há muitas pessoas engajadas na causa e, com a criação do comitê, poderemos avançar de forma mais eficiente nessa questão.

Nessa terceira vez que assumiu o governo, houve uma agenda muito diversificada, desde ações na segurança pública, passando pela ação social, como também, pelo meio ambiente. Qual sua avaliação sobre estar no comando do Palácio Araguaia?

Posso dizer que foi produtiva. Essa pauta ambiental começa pela promulgação da lei proposta pela deputada Luana Ribeiro, passando pelo atendimento a um grupo de empresários que pretende investir mais R$ 100 milhões na produção de energia limpa no Tocantins.

Inauguramos delegacias e essa é uma das prioridades do governo capitaneado por Marcelo Miranda. É uma pauta que temos discutido diariamente. Temos tentado melhorar a segurança, visando atender nossa população, como também proporcionar aos nossos servidores – da Defesa Social, Polícias Civil e Militar – melhores condições de trabalho. O edital para o concurso da PM, que lançamos recentemente, prevê mais de mil vagas para soldados, porque sabemos que esse policiamento ostensivo faz um excelente trabalho, e é motivo de orgulho para todos nós tocantinenses, contudo precisamos reforçar o efetivo, bem como equipar a polícia e entregar novas viaturas e equipamentos.

“O governo Marcelo Miranda proporciona dignidade às famílias mais carentes com o programa Meu Lote Legal”

No aniversário da cidade de Araguaína, a sra. participou da inauguração da obra mais importante lá nos últimos tempos, a Via Lago. Foi, também, um grande encontro político das mais variadas ideologias. Qual a sua impressão após o evento?

Fruto de emendas parlamentares e muito esforço dos deputados Cesar Halum e Lázaro Botelho, bem como do senador Vicentinho, a obra Via Lago é um marco para a cidade. Uma antiga e necessária demanda que a comunidade ansiava por utilizar. Além de gigantesca e facilitar a logística e o deslocamento viário, trata-se também de uma obra que fomenta o turismo e tem o caráter social, uma vez que proporciona lazer, atividades físicas e o acesso efetivo ao lago. Então, sem dúvidas, foi um presente para a população nestes 59 anos que Araguaína completou no último dia 14 de novembro.

Na condição de governadora em exercício, não poderia deixar de prestigiar as comemorações do aniversário da cidade. O governador Marcelo Miranda fez questão absoluta de fazer uma pausa na agenda, me ligar naquele momento e passar a palavra ao prefeito Ronaldo Dimas, transmitindo o abraço dele à população daquela cidade, que sempre o recebeu tão bem.

E quanto ao burburinho da imprensa local de que houve certa animosidade entre a sra. e o prefeito Dimas, uma vez que ele não foi ao aeroporto recepcioná-la?

Absolutamente isso não procede. Tenho um excelente relacionamento com o prefeito Ronaldo Dimas, que tem buscado se alinhar com o governo do Estado. É um parceiro e vamos investir cerca de R$ 220 milhões no polo de Araguaína e região, de modo que essa divergência não existe. O fato de ele não ter ido ao aeroporto certamente ocorreu por outros compromissos assumidos face à correria da data festiva. Quem me conhece sabe que não sou adepta a protocolos rígidos, os quais considero superficiais, e o que importa mesmo é trabalhar e levar benefícios à população, melhorar a vida das pessoas.

Naquele dia, em discurso, fiz um elogio ao prefeito por sua postura política, independentemente de questões partidárias ou ideológicas. Ele tem aberto o diálogo com todas as frentes e não tem problemas para conversar com deputados ou senadores, aliados ou não, como também conosco, porque o que importa, realmente, é o bem-estar da população. Fiz questão de destacar: “Quem dera que a população de Palmas contasse com um prefeito com essa visão, que deixasse as questões partidárias e pessoais de lado e abrisse o diálogo com todos. Certamente a capital contaria hoje com mais recursos nos cofres públicos”. Os governantes têm que entender que, uma vez encerrada a eleição, temos que trabalhar em união e parceria de forma tal que a comunidade seja beneficiada.

E quanto ao exercício presidência do PV no Estado do Tocantins? Quais são as perspectivas para o pleito de 2018?

O PV sempre foi um partido vivo, que preza pelo diálogo, acima de tudo. Assumi a gestão da sigla e, para mim, foi motivo de muito orgulho e honra, uma vez que considero essa tarefa uma grande missão. Houve um grande crescimento do partido no Tocantins ao longo dos anos se tornou uma sigla forte com mais 14 mil filiados, 13 prefeitos, 9 vice-prefeitos, além de mais de 60 vereadores. Temos representatividade com comissões instaladas em 120 dos 139 municípios.

Estamos visitando, paulatinamente, todas as bases no intuito de fortalecer a sigla no Estado, com a meta já estabelecida para 2018, que é manter o espaço do PV na chapa majoritária, como também viabilizar representatividade na Assembleia Legislativa e na Câmara Federal, visto que contamos com excelentes nomes para essa disputa.

1
Deixe um comentário

1 Comment threads
0 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
1 Comment authors
José Roberto JOROBA

Parabéns minha amiga Vice Governadora Claudia Lelis, sua importancia na Vice Governadoria a qualifica para ser novamente candidata a Vice Governadora , e até mesmo Governadora, pois tem: Qualidade, resposabilidade e competencia para o cargo.