Manobra do PSDB para expulsar Cinthia Ribeiro pode entregá-la nos braços do MDB

Foto: Aline Batista

A despeito das nuances que marcaram a migração e filiação do senador pelo Tocantins, Eduardo Gomes, do SD para o MDB, o que resta claro é que outras figuras da política tocantinense podem percorrer o mesmo caminho.

O fato do PSDB metropolitano ressuscitar o processo de expulsão da prefeita de Palmas, Cinthia Ribeiro, joga gasolina no fogo. Antes mesmo do desfecho da eleição ordinária de outubro de 2018 para o cargo de senador, a gestora tucana já havia manifestado sua preferência por Eduardo Gomes, à época no SD, em detrimento do candidato do seu próprio partido, Ataídes Oliveira. Um quiproquó que foi deixado de lado à época, mas que, no entanto, não foi resolvido.

Ora, se o único candidato a senador, que se comprometeu formalmente com o município durante a campanha eleitoral e, exatamente por essa razão, era o maior aliado de Cinthia, se filou ao MDB; se, além disso, o próprio PSDB pretende lhe expulsar; não é necessário ser gênio para vislumbrar que as chances de a prefeita da Capital também desembarcar no ninho emedebista, em breve, são reais.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.