Luiz Armando alerta que jornalismo não combina com ficção

Jornalista Luiz Armando Costa: cuidado com a veracidade da notícia | Foto: Arquivo Pessoal

Jornalista Luiz Armando Costa: cuidado com a veracidade da notícia | Foto: Arquivo Pessoal

O jornalista Luiz Arman­do Costa propõe uma belíssima reflexão sobre os exageros cometidos por alguns sites de notícias na cobertura de pauta política em período de forte confronto de interesses. Radi­ca­lizou na exemplificação, mas conseguiu provar a sua tese.

Deu uma informação (fictícia) sobre um possível de­sentendimento entre Eduardo Siqueira Campos e Sandoval Cardoso, que muitos especulam quando vai acontecer. No final do texto advertiu que a notícia não era verdadeira. Muita gente embarcou só ao ler o começo do texto.

Armando tentou provar, com o exemplo, que a primeira versão sobre desentendimento entre Sandoval e Kátia, notícia divulgada por alguns sites, também não era verdadeira, assim como a segunda, que só aconteceria em decorrência da primeira. Portanto a primeira sendo falsa, a segunda não teria razão de ser.

A versão ou as versões são sempre mais importantes que os fatos, mas elas não dizem nada quando a notícia não tem nenhuma veracidade. Leitura crítica, como indica Armando, é o melhor mecanismo para se separar notícias de versões fantasiosas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.