Indígenas Krahô criticam “caridade” eleitoreira da senadora Kátia Abreu

Em respostas, líderes disseram que precisam “mesmo é de ter os seus direitos mantidos, garantidos na Constituição de 1988”

O vídeo em que a senadora Kátia Abreu (PP) pede doação de “roupas usadas”, “camiseta de propaganda” e “lençol velho” para serem entregues aos indígenas da etnia Krahô (de Itacajá e Goiatins) não foi bem recebido pelos líderes indígenas. Eles acusam a parlamentar de fazer encampar uma campanha de caridade com viés eleitoreiro.

No vídeo da senadora ela diz que está falando diretamente da estrada de Arraias para Taguatinga e que durante andanças da pré-campanha gostaria de fazer um pedido: “Que vocês pudessem me ajudar a juntar roupas usadas para que eu possa dar para os índios Krahô’s. Eles são índios trabalhadores, plantam roça e as mulheres estão muito empobrecidas. Pode ser roupa simples: camiseta de propaganda, roupa de criança que seus filhos não estão usando mais. O que vocês puderem doar. Lençol velho, toalha”, disse a Kátia Abreu.

A resposta dos índios Krahô’s veio da mesma forma, em um vídeo. A cacique Creuza Krahô, da Aldeia Sol, no município de Goiatins, disse que eles precisam mesmo é de ter os seus direitos mantidos, garantidos na Constituição de 1988. “E tem muito krahô que não fica pedindo roupa velha assim não. Nós temos algum dinheirinho que trabalhamos para comprar nossas roupas novas”, enfatizou.

Veja os vídeos.

Katia Abreu pede doações para índios Krahô’s

Resposta dos índios Krahô’s

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.