Imprudência administrativa

A folha de pagamento dos servidores públicos estaduais atingiu o patamar de 68,77% da receita corrente líquida no mês de agosto, o que demonstra um inchaço e fere a Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF), que estabelece o limite de 49%. Naquele mês foram gastos R$ 308 milhões, sinal de que há um excesso de contratos especiais e de cargos comissionados.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.