Governo realiza melhorias em estruturas físicas de unidades socioeducativas

Obras de reforma do CASE/Palmas foram concluídas

Obras de reforma do CASE/Palmas foram concluídas

Dock Júnior

A secretária Gleidy Braga, chefe da pasta da Cidadania e Justiça, entregou importante obras para o Sistema Socioeducativo, sobretudo entre os meses de agosto e setembro. Segundo a secretária, o objetivo das reformas, das melhorias e das construções que foram entregues ou estão em andamento é oferecer condições mais dignas para que adolescentes cumpram as medidas socioeducativas.

No Centro de Atendimento Socioeducativo (Case) de Palmas, foi concluída a reforma completa do Bloco B, com manutenção dos banheiros e da sala de monitoramento. Foram realizados a ampliação de quartos, os reparos nas instalações elétricas e hidráulicas da unidade, a limpeza e a reativação da piscina. A unidade continua em obras de expansão ao custo total de R$ 697.933,76. A reforma total contemplará, ainda em 2016, reparos nas instalações elétricas e hidráulicas da unidade; reforma de todos os blocos (A, B e C), com instalação de janelas vazadas e manutenção dos seus banheiros; pintura geral; reforma no telhado da quadra de esporte e substituição de parte do piso; manutenção na iluminação dos pátios; e recuperação de jardinagem. A obra ainda incluirá reparos no refeitório e na instalação da Estação de Tratamento de Esgoto (ETE).

Já o Centro de Internação Provisória de Gurupi, na região sul do Estado, também foi reformada e inaugurada no dia 26 de agosto. A obra ficou orçada em R$ 453.382,88 e possibilitou a inserção de grades no pátio posterior, frontal e central; telas que evitam que sejam arremessados celulares e outros objetos ilícitos para a área interna da unidade; fundação da estrutura e cobertura da quadra esportiva; construção da guarita e inserção de estrutura metálica nas salas, inclusive salas de aula; melhorias nos blocos A e B, com pintura e reparos nas instalações elétrica e hidráulica; e a construção de galpão para realização de oficinas profissionalizantes.

Para a secretária Gleidy Braga, essas melhorias nas estruturas das unidades realmente têm o propósito de reforçar a gestão da unidade, principalmente quanto ao projeto político-pedagógico e de formação profissional. “Pensamos a educação e o trabalho como eixos propulsores do processo de mudança de postura e de saída desses jovens da unidade. Acreditamos na transformação e essas reformas visam dar melhores acomodações e condições para que as equipes técnicas possam desenvolver seus trabalhos”, argumentou.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.