Governador pede união de todos para reestruturar o Tocantins

Marcelo Miranda afirma que todos os tocantinenses devem assumir compromisso com as mudanças que já começaram a ser implantadas no Estado nesses primeiros 90 dias de governo

Governador Marcelo Miranda convoca todos os Poderes e líderes para que mudanças necessárias sejam feitas e o desenvolvimento do Estado, retomado | Foto: Fernando Leite/Jornal Opção

Governador Marcelo Miranda convoca todos os Poderes e líderes para que mudanças necessárias sejam feitas e o desenvolvimento do Estado, retomado | Foto: Fernando Leite/Jornal Opção

Gilson Cavalcante

O governador Marcelo Miranda (PMDB) deu mais uma de­mons­tração de que é um estadista e que gosta de diálogo. Em recente evento no Palácio Ara­guaia, no lançamento da Feira de Tecnologia Agropecuária do Tocan­tins (Agrotins Brasil 2015), o peemedebista deixou implícito em seu discurso que continua aberto para o contornar possíveis e eventuais desentendimentos com companheiros de coligação partidária que o ajudaram a ser eleito.

O governador defendeu a harmonia e o respeito entre os po­deres constituídos no Estado, no sentido de realizar as mudanças que o Tocantins precisa. No seu entendimento, o processo de modernização e de desenvolvimento do Estado passa, necessariamente, pela união de todas as forças políticas e também dos representantes dos demais Poderes.

Ao pontuar a parceria com o Ministério da Agricultura e Pecuária (Mapa), ressaltou que a parceria do Estado com o governo federal e municípios é de fundamental importância para o Tocantins. Falou também da importância do trabalho da ministra Kátia Abreu para fomentar o setor agropecuário no País e no Tocantins,  um gesto que demonstra disposição para manter uma boa relação com a ministra, que é, desde antes da campanha eleitoral do ano passado, interventora do PMDB regional, por força de uma decisão do diretório nacional do partido.

A parceria com o Mapa também foi defendida pelo presidente da Assembleia Legislativa, Osires Damaso (DEM), que colocou o Parlamento à disposição do Go­verno na defesa dos interesses do Estado.
“Vivemos um momento de muita cautela. São horas e horas de trabalho para encontrar as soluções dos problemas que estamos enfrentando. Trabalho muito, mas durmo com a consciência tranquila, pois todos sabem que, em sete anos que já governei esse Estado, nunca desrespeitei e nem faltei com o servidor público, pois sei da sua importância para o desenvolvimento desse Estado”, destacou o governador ao se referir ao movimento dos funcionários públicos efetivos por melhorias salariais.

Para o governador, todos os tocantinenses, em especial os seus representantes políticos, devem assumir o compromisso com as mudanças que o Estado já começou a realizar nos primeiros 90 dias de seu governo. Ele frisou a observância e “obediência às leis”, principalmente no atual momento que vive o Tocantins.

Ainda sobre o funcionalismo, Marcelo Miranda reiterou a sua disposição em dialogar com todas as categorias que reivindicam melhorias. “O diálogo sempre esteve aberto. Estamos fazendo tudo co­mo manda a lei e observando a capacidade orçamentária do Estado. Todos nós devemos assumir esse compromisso. Estamos formando um novo Tocantins e eu tenho certeza de que tudo será resolvido dentro do respeito e da civilidade”.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.