Fiscalização salva tartarugas e apreende equipamentos de pesca predatória no Cantão

Três motores modelo rabeta da marca Toyama, 75 boias, 8 carreteis de linha, 160 metros de rede e resgate de 8 quelônios vivos (foto). Esse o saldo de operação executada por fiscais ambientais da equipe do Instituto Natureza do To­cantins (Naturatins) que atuam no escritório Regional de Caseara com apoio da fiscalização do Parque Estadual do Cantão (PEC) e parceria do Batalhão de Polícia Militar Ambiental (BPMA) local.

A fiscalização tem sido intensificada nas áreas de proteção ambiental e os agentes realizaram a operação que resultou na apreensão de materiais predatórios e resgate de quelônios nas margens do Rio Araguaia. Os animais foram imediatamente soltos no Rio Araguaia. E está previsto na legislação multa de R$ 5mil por cada unidade, o que nesse caso, resultou no prejuízo de R$ 40 mil ao infrator, dispositivo legal que em outro artigo também determina o recolhimento de todos os bens envolvidos na prática do crime.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.