Em live contra Carlesse, Vicentinho entra no jogo pela Prefeitura de Palmas

Deputado criticou o fechamento da Delegacia de Combate à Corrupção, medida tomada pelo governador, e denunciou perseguições a delegados

Vicentinho durante a live transmitida pelas redes sociais

Seguindo sua linha de ferrenha oposição ao governador Mauro Carlesse (DEM), quer seja na tribuna da Câmara Federal, quer seja pelas redes sociais, o deputado federal Vicentinho Junior (PL) levou ao ar uma live, na terça-feira, 17, para criticar a extinção da Delegacia de Combate à Corrupção (DRACMA), levada a efeito pelo governo estadual.

O parlamentar estava ladeado por César Simoni, ex-promotor de Justiça, ex-secretário de Segurança Pública e candidato a governador do Estado do Tocantins em 2018. Também participou seu mais novo filiado, o delegado Mozart Félix, ex-presidente do Sindicato dos delegados do Tocantins e atualmente presidente da Federação nacional de delegados de policia civil.

Por longos 59 minutos, Vicentinho JR reiterou sua linha oposicionista ao Palácio Araguaia, enfatizando que Simoni só havia aceitado participar da transmissão, em razão dele não ter contra si nenhum processo criminal, ao contrário do governador e seus assessores.

Em seguida, os três responderam perguntas dos internautas e discorreram sobre o que classificaram como “desmandos” por parte do governo estadual e da Secretaria de Segurança Pública, além da ausência de concurso público para provimento de cargos da Polícia Militar. Segundo eles, o governo não apenas deu um fim na delegacia que investigava crimes de corrupção, como também iniciou uma perseguição sem limites, que culminou com a instauração de um processo administrativo, que visava exonerar Mozart Félix do cargo de delegado de polícia. Ele havia concedido uma entrevista ao programa dominical “Fantástico”, em reportagem que versava sobre a corrupção no Tocantins e a remoção de delegados para outras cidades, no afã de atrapalhar as investigações.

Durante a “live”, o delegado Mozart Félix ressaltou que nunca foi sua intenção entrar na vida política, mas que não consegue vislumbrar outra forma de combater o sistema sem estar dentro dele. Em suma, avaliou que para “jogar o jogo”, ele precisa, pelo menos, “entrar em campo”.

Em seguida, Mozart se colocou a disposição do partido para as eleições de 2020, certamente para a disputa do cargo de vereador em Palmas, já que o deputado federal Vicentinho Junior já declarou ser pré-candidato a prefeito da capital. O delegado fez questão de enfatizar que é necessário que homens de bem e comprometidos com o serviço público e a população filiem-se e coloquem seus nomes à disposição dos partidos, caso contrário, “seremos reféns” dos velhos políticos e de suas condutas espúrias.

Em suma, o deputado federal Vicentinho Junior entrou, de uma vez por todas, na disputa. Na condição de presidente estadual do PL, ele não apenas tem encaminhado sua candidatura para prefeito de Palmas, como também vem articulando nomes de peso para concorrer ao parlamento municipal. É um jogo inteligente, visto que, caso eleito, será praticamente impossível governar sem ter maioria na Câmara Municipal.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.