Durante a coletiva de imprensa, realizada no Palácio Araguaia, nesta quarta-feira, 22, as instituições que compõem o Sistema Integrado de Operações (SIOP), órgão vinculado à Superintendência de Segurança Integrada da secretaria da Segurança Pública do Tocantins, apresentaram o balanço de suas ações durante a Operação Folião Seguro, deflagrada entre os dias 17 e 21 de fevereiro, e que obteve resultados positivos em todos os circuitos da folia. A coletiva foi comandada pelo secretário de Segurança Pública, Wlademir Costa.

A Polícia Rodoviária Federal destacou que, embora o monitoramento nas rodovias federais siga até às 23h59 desta quarta-feira, 22, o saldo parcial é positivo. “Vamos divulgar o balanço ao término da operação, mas estamos monitorando o retorno das pessoas que viajaram no feriado e, até o momento, não temos nenhuma morte em rodovia federal no Tocantins em decorrência de acidente de trânsito”, pontuou o superintendente interino da PRF, Guilherme Gonçalves.

Durante a Operação Folião Seguro, a Polícia Militar empregou um efetivo 2 mil policiais e 250 viaturas por dia; fez o policiamento em 356 eventos; houve o registro de 481 ocorrências; abordagens a 7.023 pessoas e 4.602 veículos; 116 pessoas foram presas e sete menores apreendidos; 14 armas de fogo apreendidas; 2,405 kg de drogas apreendidas; 27 veículos e 16 objetos recuperados; 234 blitzes realizadas; 555 infrações de trânsito e 44 crimes de trânsito registrados; e 125 veículos removidos.

Já o Corpo de Bombeiros atendeu 325 ocorrências, nos cinco dias do período carnavalesco, sendo que a maioria das ações ocorreu em endereços não relacionados com o circuito da folia. Desse total, apenas 71 das ocorrências (22%), foram atendidas nos circuitos onde havia festas carnavalescas.

No mesmo período, a Polícia Civil registrou 927 Boletins de Ocorrência; 138 Autos de Prisão em Flagrante; cumpriu 21 mandados de prisão; realizou 42 registros de embriaguez ao volante e um caso de importunação sexual. “Nós consideramos que a operação integrada foi um sucesso. Nós tivemos um Carnaval tranquilo sem nenhuma ocorrência de relevância nos circuitos da folia”, destacou o delegado-geral Claudemir Luiz Ferreira.

O secretário da Cidadania e Justiça, Deusiano Amorim, pontuou que houve reforço na segurança de todas as unidades prisionais e também no monitoramento das pessoas que utilizam tornozeleira eletrônica, respectivamente na zona de rastreio e em locais de maior aglomeração no período de Carnaval.

O secretário da Cidadania e Justiça, Deusiano Amorim, pontuou que houve reforço na segurança de todas as unidades prisionais e também no monitoramento das pessoas que utilizam tornozeleira eletrônica, respectivamente na zona de rastreio e em locais de maior aglomeração no período de Carnaval.

Na Capital, os órgãos de segurança e de trânsito municipais, destacaram a baixa ocorrência de incidentes nos locais de eventos. A superintendente de Trânsito e Mobilidade Urbana, Valéria Oliveira, destacou que foram registradas 265 infrações de trânsito; não houve congestionamentos ou engarrafamento de vias públicas; houve o registro de 12 acidentes sem vítimas fatais e o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) atendeu 23 ocorrências, sem vítimas graves.