Pesquisa vai identificar os carros emplacados na cidade

Secretário de Finanças, Wagner Alves quer obter mais recursos aumentando o número de emplacamentos no município

Secretário Wagner Alves: “Queremos aumentar arrecadação do município” / Fotos: Iris Roberto

Secretário Wagner Alves: “Queremos aumentar arrecadação do município” / Fotos: Iris Roberto

Fábio PH
Especial para o Jornal Opção

Vários jornais de Trindade e a Rádio Trindade 87,9 FM, bem como todos os meios de comunicação pela internet utilizados pela Prefeitura de Trindade solicitam apoio da população trindadense para emplacar os veículos na cidade. O Imposto sobre Pro­priedade de Veículos Automotores (IPVA) é cobrado a partir de um valor determinado pelo governo estadual. Metade da arrecadação fica com o Estado e a outra metade é repassada para o município onde o veículo foi emplacado.

Adepto à campanha, trabalhando duro para equilibrar o orçamento do governo municipal, o secretário de Finanças, Wagner Alves, lembra: “Caso o condutor resida em Trindade e adquira um veículo emplacado em outra cidade [de acordo com o Art. 123, inciso II do Código de Trânsito Brasileiro (CTB), será obrigatória a expedição de novo Certificado de Registro de Veículo (CRV), procedimento que exige, junto ao Detran, a entrega do CRV original e em branco, apresentação dos documentos do proprietário (originais e cópias de RG e CPF/ CNH com foto), realização de vistoria no veículo, original e cópia do comprovante com o novo endereço, além do pagamento de uma taxa no valor de R$ 38,22 e a quitação de débitos vencidos que porventura existirem], a troca para a tarjeta com os dizeres ‘Trindade – GO’ deverá ser providenciada logo após o recebimento do CRV e CRLV alterado. Caso contrário, o veículo estará passível de multa”, destaca Wagner.

Ele orientou a assessoria de comunicação do Governo sobre necessidade de uma pesquisa para identificar quantos veículos trafegam em Trindade, com tarjetas de outras localidades. “Falam em 10 mil, entre carros e motos. Se for 10 mil, estamos falando em um faturamento próximo de R$ 3 milhões anuais. Muito significativo em favor de benefícios para a população trindadense”, destacou.

Veículos terão placas com código de barras
Lacre dará mais segurança

Lacre dará mais segurança

Proprietários de motos e carros em Goiás terão de reemplacar seus veículos. O Estado é o nono no País a se adequar à Portaria 272 do Departamento Nacional de Trânsito (Denatran), publicada em 2007, que estabeleceu novas regras para o emplacamento e passou a exigir a utilização de um código de barras e lacre rastreáveis.

Segundo o Departamento Es­tadual de Trânsito de Goiás (Detran), o objetivo é dar mais segurança ao motorista, já que os novos itens ajudam no combate a práticas criminosas co­mo o roubo de veículos e clonagem de placas. A substituição das placas deve ser feita em to­dos os carros e motos que circulam no Estado, ou seja, em mais de 3,1 milhões de veículos. E essa renovação terá um custo, pago pelo proprietário do veículo. Em 90 dias, quem for transferir ou emplacar carros e motos novos já terá de comprar a placa com la­cre e código de barras. Para o res­tante dos proprietários, que já possuem o carro emplacado, o órgão ainda não definiu um cro­nograma para adequação à regra.

Segundo o Detran, esse calendário só deve ser divulgado depois que a medida entrar em vigor para os novos emplacamentos, ou seja, daqui a três meses.

Segundo a portaria, os veículos deverão ter suas placas lacradas à estrutura dos motos e carros. Esse lacre deve ser resistente e durável, além de possuir um sistema de informação que permita o rastreamento via web. Esse controle, com base no código do lacre, pode ser feito desde a fabricação, até a aplicação e descarte do item de segurança.

Mesmo pesando no bolso, a medida foi bem recebida por quem já passou pelo trauma de ser vítima de um assalto. “Só pelo rastreamento em si já acho que é bem interessante. Fica mais fácil de localizar”, afirma a autônoma Liliane da Silva. Ela teve o veículo recuperado após um roubo e compareceu à Delegacia de Repressão a Roubos e Furtos de Veículos (Derfva) para retirar o caro.

Para o delegado Edson Carneiro, o novo modelo de emplacamento vai reduzir o número de crimes.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.