Os jovens pré-candidatos que vão disputar as 41 cadeiras de deputado estadual

Com o discurso de renovação e cara nova na política, eles têm menos de 35 anos e
se dizem afinados com bandeiras defendidas nos protestos de junho do ano passado

Frederico Vitor

Igor Sebba (PSL): esporte, cultura e educação são suas bandeiras para o pleito deste ano  Gustavo Sebba (PSDB), de Catalão, querser o representante da região na Assembleia  Lucas Calil (PSL), afilhado do presidente da Agetop, Jayme Rincon, prega novas práticas­

Igor Sebba (PSL): esporte, cultura e educação são suas bandeiras para o pleito deste ano
Gustavo Sebba (PSDB), de Catalão, querser o representante da região na Assembleia
Lucas Calil (PSL), afilhado do presidente da Agetop, Jayme Rincon, prega novas práticas­

Este será o ano da renovação do parlamento goiano. Pelo menos é isso que dizem os jovens de menos de 35 anos pré-candidatos a deputado estadual que vão entrar na briga por uma das 41 vagas disponíveis no Palácio Alfredo Nasser. De diferentes matizes ideológicos, pensamentos e classes sociais, eles garantem que a sociedade brasileira, em especial a goiana, quer renovação de seus líderes políticos e que este será o momento em que os eleitores darão este recado nas urnas.

Inseridos no advento das mídias digitais, afinados com a juventude que se mobilizou pela internet para sair às ruas nos protestos de junho de 2013, os jovens pré-candidatos dizem empunhar bandeiras como o fim da corrupção, mais investimentos na educação, saúde, segurança pública e qualidade dos serviços públicos. Eles lembram que a juventude brasileira tem sido esquecida pelo poder público nestes últimos anos e que um dos melhores caminhos para salvar os jovens do mundo do crime é mais investimentos em cultura, esportes e cursos profissionalizantes.

De olho neste filão eleitoral, os partidos que protagonizam a cena política em Goiás já se mobilizam em torno de seus quadros jovens, que estariam antenados neste nicho político da juventude. A maioria destes jovens que vão se lançar candidatos a deputado estadual já se mobiliza nas redes sociais e organiza diretórios próprios. Neste período de pré-campanha, a agenda de alguns deles é repleta de viagens pelo interior do Estado, reuniões e conversações em busca de fechar parceria com lideranças políticas, religiosas e de entidades de classe.

Igor Sebba (PSL), de 34 anos, é filho do ex-presidente da Agência Goiana de Esporte e Lazer (Agel) César Sebba e sobrinho do delegado de polícia e ex-deputado Abdul Sebba. Aliás, o seu tio retirou a pré-candidatura em apoio ao jovem engenheiro de produção e empresário.

De DNA esportista, jogou basquete no time da high school em que estudou nos Estados Unidos e chegou a jogar profissionalmente no Brasil. Além disso, ele é atleta do jiu-jítsu, tênis e vôlei e pretende defender na Assembleia Legislativa mais investimentos no esporte, cultura e educação. “Meu pai foi um idealizador do Centro de Excelência de Goiânia e pretendo dar continuidade a este legado, para que cada vez mais nossos jovens tenham acesso às práticas esportivas que resultam em mais cidadania e saúde.”

Igor Sebba afirma que, a princípio, não tinha pretensões de entrar na política por conta de seu sucesso empresarial — ele é proprietário de um dos bares-restaurantes mais badalados do Rio de Janeiro. Mas, a decisão de disputar uma vaga no Legislativo goiano nasceu pelo sentimento de que a sociedade goiana anseia por mudança da cena política atual, e todos os valores que aprendeu nos esportes, com a experiência no exterior e como empresário, devem ser convertidos em trabalhos na vida pública. “Quero fazer política para contribuir, não para dilapidar.”

O PSL aposta no sucesso eleitoral de outro jovem pré-candidato: Lucas Calil, 26, estudante de Direito e Marketing e afilhado do presidente da Agetop, Jayme Rincon. Aos 16 anos de idade militou na Juventude do PSDB e estagiou na Assembleia Legislativa. Ex-assessor do ex-deputado Wagner Guimarães (PMDB), também trabalhou no Senado, no gabinete do então senador e hoje governador Marconi Perillo (PSDB).

Lucas Calil afirma que a política atual precisa de novas práticas e que estaria abrindo um precedente, caso se eleito, ao ser o primeiro deputado estadual jovem que não é filho de político e que não ostenta alto patrimônio financeiro. “Não venho de uma família de políticos nem sou rico, e o que me move é a carência do povo por novas práticas políticas.”

Tucanos e trabalhistas brigam por espaço na Assembleia

Thiago Albernaz: vereador quer ser deputado Zé Antônio: herdeiro político de Zé Gomes Marquinho do Privé: juventude de Caldas Novas

Thiago Albernaz: vereador quer ser deputado
Zé Antônio: herdeiro político de Zé Gomes
Marquinho do Privé: juventude de Caldas Novas

Três jovens pré-candidatos são a aposta tucana para o pleito deste ano. O vereador por Goiânia Thiago Albernaz, 23, mira a Assembleia como o próximo degrau de sua carreira política. O neto do ex-prefeito Nion Albernaz tem intensificado a agenda de visitas pelo interior e sua presença ao lado de Marconi em eventos do governo passou a ser frequente. De Catalão, Bruno Sebba (PSDB), 26, filho do prefeito Jardel Sebba (PSDB), vai tentar ser o representante da região Sudeste do Estado no Legislativo estadual.

Vice-prefeito de Caldas Novas, Marquinho do Privé é pré-candidato a deputado estadual com grandes chances de eleição. O jovem empresário tucano da cidade deverá pedir votos na região da capital das águas termais e pretende representar toda a região na Assembleia Legislativa.

Outro vice-prefeito de uma cidade importante, Itumbiara, vai disputar uma cadeira na As­sembleia Legislativa no pleito de 2014. Aos 19 anos, Zé Antônio Netto (PTB) foi o vereador mais bem votado na maior cidade da região do Vale do Paranaíba e é apontado como herdeiro político do ex-deputado federal e ex-prefeito Zé Gomes da Rocha (PTB). “Estou estimulado a ser candidato a deputado estadual e quero dar maior atenção à área da saúde, mais especificamente nas políticas públicas antidrogas”, diz.

Formado em Gestão Pública e formando — conclui neste semestre — no curso de Agronomia, Zé Antônio acredita na reeleição de Marconi Perillo. O jovem trabalhista diz que está preparado e cheio de energia para contribuir na base de sustentação do governo na Assembleia a favor de projetos voltados para a valorização dos servidores públicos da educação e em infraestrutura em geral. “Goiás está no coração do Brasil e precisa ter condições de escoar melhor sua produção com a melhoria de nossa logística.”

Na oposição, peemedebistas, petistas e socialistas querem mais representatividade

Vereador Mizair Lemes Júnior: peemedebista procura novos ares Pablo Rezende busca dobradinha com deputada federal Iris Araújo  Flávio Batista: ex-presidente do DCE da UFG tem apoio de ex-reitor Saulo Balbino: petista pretende representar portadores de deficiência

Vereador Mizair Lemes Júnior: peemedebista procura novos ares
Pablo Rezende busca dobradinha com deputada federal Iris Araújo
Flávio Batista: ex-presidente do DCE da UFG tem apoio de ex-reitor
Saulo Balbino: petista pretende representar portadores de deficiência

Saulo Balbino: petista pretende representar portadores de deficiência

Edil Araújo: pré-candidato socialista quer acompanhar Vanderlan Cardoso

Os partidos que compõem a oposição em Goiás também investem na pré-candidaturas de jovens políticos. Por enquanto, o PT têm dois pré-candidatos com menos de 30 anos, o PMDB três e o PSB um. O peemedebista Pablo Rezende, que foi secretário municipal de Juven­tude em Goiânia, é um dos pré-candidatos a deputado estadual da sigla. Afilhado político da deputada federal Iris Araújo (PMDB), ele é vice-presidente nacional e presidente estadual da Juventude do PMDB.

Pablo Rezende foi presidente do Diretório Central dos Es­tudantes da Pontifícia Univer­sidade Católica de Goiás (PUC-GO), onde está se graduando em Direito, e pretende fazer dobradinha com a sua madrinha política. “Sou peemedebista desde pequeno e acredito que a única alternância de poder em Goiás é o Iris Rezende e só saio candidato se ele se candidatar”, diz. O vereador e presidente do Diretório Metro­politano do PMDB, Mizair Lemes Júnior, e o vereador de Rio Verde Paulo Henrique Guimarães (filho do ex-deputado Wagner Guima­rães) são os outros dois peemedebistas pré-candidatos jovens.

O estudante de Geografia Flávio Batista, 26, é um dos jovens petista que vai tentar uma vaga Assembleia. Nascido em Belém do Pará, ele foi o primeiro aluno negro da Universidade Federal de Goiás (UFG) a ser presidente do DCE (entre 2012 e 2013) da instituição, e aposta no diálogo com os movimentos sociais e da juventude para conseguir os votos necessários para sua eleição ao Parlamento goiano. Dentro de seu partido, ele integra a tendência Articulação de Esquerda e deve caminhar com o deputado estadual Mauro Rubem (PT), que nesta eleição vai tentar se eleger deputado federal, e com o ex-reitor da UFG Edward Madureira Brasil.

Movimentos sociais

Politizado, o petista afirma que por ser do PT, partido que governa o País, é alvo de muitas críticas. Porém, ele se defende dizendo que a sigla tem um histórico e fez mudanças importantes no Brasil, no ponto de vista de política externa e na distribuição de renda e geração de empregos. “Aprovei­tando este momento de insatisfação social em que a juventude foi para rua, e principalmente em relação à política nacional, acredito que é possível dialogar com a sociedade e fazer novas práticas com a cara de nossa juventude.”
O funcionário público federal Saulo Balbino Machado, 30, é carioca, mas mora em Goiânia desde 1989. Formado em Le­tras/Li­bras pela Universidade Fe­deral de Santa Catarina (UFSC), o petista é militante do movimento estudantil e sindical. “Tenho deficiência auditiva e sou diretor da Associação das Mulheres Surdas do Estado de Goiás e minha principal frente de trabalho é a defesa dos direitos das pessoas com deficiência.”

O pré-candidato petista é integrante do Coletivo Estadual e Nacional de Pessoas com De­ficiência do PT. A entidade que dirige atende em média 300 deficientes auditivos que são encaminhados ao mercado de trabalho, após receberem, gratuitamente, capacitação e qualificação profissional. “É preciso fiscalizar a aplicação da lei de cotas no mercado de trabalho e melhorarmos as condições do deficiente na educação, cultura, esporte e lazer.”
O advogado Edil Passos Araú­jo, 24, é o pré-candidato com me­nos de 30 anos de idade a deputado es­ta­dual pelo PSB. Nascido em Ce­res, já morou nas cidades de Goiás e Ru­biataba. Ele afirma ter bases políticas em Goiânia e nas regiões dos Vales do São Patrício e do Ara­guaia. Integrante da Juventude da legenda socialista em Goiás, ele pretende usar a estrutura preparada pe­lo empresário Vanderlan Cardo­so, pré-candidato ao governo estadual. “Me empolguei com a política desde muito cedo e sempre tive vi­são política mais à esquerda, por is­so estou no PSB há um ano e meio.”

2 Comment threads
0 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
2 Comment authors

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

Fatima

Não sei se deveria fazer algum comentário,,face a tamanha desilusão que persiste em não me deixar…Aos 50 anos assistindo e participando de segmentos da sociedade, os avanços tem sido muito lentos,muito pouco mesmo. A essa altura da minha vida, com saúde e educação no caos que está e sempre esteve n.ão acredito nos herdeiros de quem sempre esteve no poder deste Estado e deixou chegar onde chegou…Definitivamente não acredito nessa leva de herdeiros,,,

Jean Hipólito

Marquinho do Privé meu candidato!!!