Em Trindade, palestras sobre Direitos Humanos marcam data internacional

Município reverencia o dia 10 de dezembro, que relembra a importância de se promover a igualdade entre todos por meio do instituto, regulado pela ONU na metade do século passado, mas ainda não observado em sua plenitude no Brasil

Participantes posam para foto em evento que celebrou o Dia Internacional dos Direitos Humanos

Fábio PH
Especial para o Jornal Opção

“A essência dos Direitos Huma­nos é o direito a ter direitos”. A frase é da filósofa alemã Hannah Arendt, uma das mais influentes pensadoras do século 20. E 10 de dezembro é o Dia Internacional dos Direitos Hu­ma­nos. A data foi instituída em 1950, dois anos após a Organização das Nações Unidas (ONU) adotar a De­­claração Universal dos Direitos Hu­manos como marco legal regulador das relações entre governos e pessoas.

Para marcar a data, a Prefeitura de Trindade, por meio do prefeito Jânio Darrot (PSDB), e da Secre­ta­ria Municipal dos Direitos Huma­nos, secretária Eva Eny Junqueira, promoveu na sexta-feira, 8, palestras com especialistas no tema. Es­teve na cidade, a professora de Di­reito Constitucional Gláucia Te­odoro Reis, superintendente executiva da Mulher e da Igualdade Ra­cial da Secretaria Cidadã, e também o promotor do Ministério Público, Eudes Leonardo Bomtempo.

O prefeito Jânio Darrot foi elogi­a­do por ter instituído a Secretaria de Direitos Humanos em sua gestão. Eva agradeceu os presentes e a superintendente Larissa Guimarães fez um relato das ações da Secretaria trindadense. Também fizeram uso da palavra o vice-prefeito Gleysson Ca­briny (PSDB), o presidente da seção da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) em Trindade, Mar­celino Galindo, e o ex-prefeito Valdivino Chaves.

Os expositores apresentaram estatísticas preocupantes sobre a violação dos Direitos Humanos no Brasil e principalmente em Goiás, Estado que ocupa o 3º lugar nacional em feminicídio. “Não é possível conviver com preconceitos e crimes racistas, de gênero e contra as mu­lhe­res, entre outros, em pleno século 21”, disse Gláucia. “Direitos Hu­manos são os direitos e as liberdades básicas de todos os seres humanos. Seu conceito também está ligado com a ideia de liberdade de pensamento, de expressão e a igualdade pe­rante a lei; incluem o direito à vi­da, o direito ao trabalho e à educação, a opção sexual, entre muitos ou­tros. Todos merecemos esses direitos, sem discriminação”, frisou ela. l

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.