Após deixar a presidência estadual do Partido Social Democrático (PSD), Vilmar Rocha afirmou, anteriormente, que pretende continuar dentro da política, com ou sem mandato. O plano do ex-deputado federal seria concorrer às eleições de 2026, mas até então o político não havia especificado um cargo. Só que agora, em entrevista para o Jornal Opção, ele admitiu que pode se candidatar a deputado federal.

“Se estiver vivo, se Deus quiser e eu estiver com saúde, vou me candidatar em 2026”, disse Rocha, que deixou claro que pretende continuar participando do debate público. “Agora, pela primeira vez, eu admito a hipótese que vou ser candidato a deputado federal. Mas, ainda depende das conjunturas políticas e das alianças até lá”, completou.

Apesar da inclinação para buscar um novo mandato como parlamentar, ele também não descartou a hipótese de buscar outro cargo para o próximo pleito. “São duas vagas para o Senado, ainda posso ser candidato a governador ou vice-governador, fora deputado federal ou estadual”, contou o ex-presidente do PSD.

Atualmente, Vilmar Rocha está sem mandato após não ser eleito como senador nas últimas eleições em 2022. Entretanto, ele acumula cinco mandatos como deputado federal e outros dois como deputado estadual durante a sua trajetória política.

Permanência do PSD

Em meio a rumores de uma possível saída do partido, o parlamentar aproveitou para negar que deixaria a sigla. “Isso é uma especulação, não existe essa hipótese no momento. Vou continuar para o fortalecimento do PSD, mas essa saída não tem fundamento algum”, esclareceu.

Leia também:

“Vou continuar no baile”, diz Vilmar Rocha após deixar presidência do PSD-GO

Vilmar Rocha promete postura diferente em candidatura para 2026: “não será de última hora”