Ainda não há clareza sobre quem assumirá o papel de primeira-dama no governo de Javier Milei, o presidente ultraliberal eleito na noite deste domingo na Argentina. Isso ocorre porque, em entrevista anterior, Milei mencionou que sua irmã, Karina Milei, desempenharia esse papel. No entanto, recentemente, ele iniciou um relacionamento com a comediante Fátima Flórez.

Karina, a irmã mais nova do presidente eleito, desempenhou um papel central na campanha, chegando a ser chamada de “chefe”. Com formação em relações públicas, ela atuou como assessora de seu irmão, gerenciando sua agenda e patrimônio, apesar de já ter trabalhado anteriormente com artesanato e confeitaria. Embora Milei tenha afirmado anteriormente que Karina assumiria o papel de primeira-dama em caso de vitória, ainda não está claro qual será sua função no governo.

Outra candidata para o papel de primeira-dama é a comediante Fátima Flórez, conhecida por suas habilidades como cantora, modelo e atriz, especializando-se em imitações, incluindo da ex-presidente argentina Cristina Kirchner. Em resposta a questionamentos sobre seu possível papel em um governo futuro, Fátima expressou desinteresse na ideia de ser primeira-dama, considerando-a uma bobagem.

Leia também: