O ex-presidente Jair Bolsonaro (PL) afirmou, nesta sexta-feira, 27, que pode alinhar com o governador Ronaldo Caiado (UB) para a disputa municipal do próximo ano. O partido do ex-capitão lançou pré-candidaturas próprias em pelo menos três importantes cidades goianas. Entre as quais: Goiânia, com o deputado federal Gustavo Gayer; Aparecida de Goiânia, com o deputado federal professor Alcides; e Rio Verde, com o ex-deputado estadual Lissauer Vieira. 

Na Capital, por enquanto, a legenda do chefe do Executivo estadual não possui candidatura definida. Nessa questão, nem o partido do seu vice-governador, Daniel Vilela, o MDB, conseguiu nome para o pleito. Até então, a orientação do Palácio das Esmeraldas é que onde houver candidato do União Brasil, o vice será um nome emedebista ou vice-versa.

Mas, agora, parece que tudo irá mudar.  “Com o Caiado, nós nos alinhamos no mínimo 90% dessas questões, né? O que eu tenho falado: Como ele está num partido diferente do meu, onde, porventura, haja segundo turno, não teremos conflito. No segundo turno, nos alinharemos. No primeiro turno, se tivermos candidatos com percentual parecido de votos, vamos tentar chegar num acordo para não disputarmos eleições, nós dois, e um terceiro [candidato] ganhar”, disse Bolsonaro, durante evento de lançamento do Instituto Harpia Brasil, em Goiânia. 

Nos bastidores se comenta que Caiado não está satisfeito com o seu atual partido – chefiado pelo deputado federal Luciano Bivar (PE). Uma vez que ele prepara o terreno para disputar o Palácio do Planalto em 2026 e pode não ter o apoio da sigla para isso. Nesse cenário, construir agora uma aliança com Bolsonaro, significa ampliar espaço dentro da direita, a partir do pleito de 2024. Um dos partidos que estaria no radar do governador é o próprio PL. 

Vitor Hugo, Bolsonaro e professor Alcides | Foto: divulgação/redes sociais
Vitor Hugo, Bolsonaro e professor Alcides | Foto: divulgação/redes sociais

Caso este acordo entre Bolsonaro e Caiado prospere, como deverão ficar os apoios do governador às atuais reeleições dos prefeitos Rogério Cruz (Republicanos), Goiânia, e Vilmar Mariano (MDB), Aparecida, em detrimento aos candidatos Gayer e professor Alcides, respectivamente? Talvez, por isso, Caiado tem insistido em adiar a discussão sobre a próxima eleição.

Leia também: Aproximação entre PL e Republicanos é ‘natural’, diz Vitor Hugo

PL e Republicanos podem compor apoio mútuo em Goiás