A Polícia Civil de Goiás confirmou a prisão de Reginaldo Nunes de Moura, 43, marido da esteticista Juscelia de Jesus Silva, de 32 anos, que desapareceu em Goiânia no dia 14 de fevereiro. O corpo de Juscelia foi encontrado no último dia 19, no município de Abadia de Goiás.

À polícia, o esposo da vítima, Reginaldo Moura, revelou em depoimento que havia falado com a esposa na última terça, 14, após ela sair de casa para ir a uma entrevista de emprego, por volta das 12h40 momento em que ela pediu que ele depositasse uma quantia em dinheiro para que ela solicitasse uma corrida em um carro por aplicativo.

Na sequência, segundo o marido, Juscelia Silva, mandou uma nova mensagem dizendo que iria pagar a corrida em dinheiro e que não precisava mais do depósito. Também em depoimento aos policiais, a família de Juscelia informou que ela carregava cerca de R$ 8 mil reais no momento em que se deslocava para a entrevista de emprego e que faria o depósito deste valor obtido pela venda de um carro em um banco.

Ela já teria dito a uma amiga que estava sentindo dores de cabeça e que iria ao médico depois que saísse da entrevista.

Segundo a Polícia, porém, a mulher nunca entrou em contato com nenhum responsável por entrevista de emprego, nem mesmo com motoristas de aplicativos.

Delegados e agentes envolvidos no caso foram orientados a não passar informações sobre o caso, pois seguem as investigações e divulgação de detalhes podem atrapalhar.