Pinacoteta do Tribunal de Justiça de Goiás está aberta para o mundo

A pinacoteca conta com trabalhos de Maria Guilhermina, Goiandira do Couto, Giovan Cabral (escultor), Sanatan, Vânia Ferreira, Eldo Dias, Carlos Antônio Xavier e outros

Gabriel Nascente

O sonho era o ômega da questão. Depois veio o verbo e deu-lhe luz. E o que era escorço, embrião de desejos (obra nascitura), ganhou corpo. Melhor dizendo: a Pinacoteca Desembargador Camargo Neto, do Tribunal de Justiça do Estado de Goiás. Hoje, um dos mais belos espaços culturais e artísticos de Goiás, aberto à visitação pública (afora enquanto aguentarmos esta intragável tragédia da epidêmica Covid-19).

Preito faço, e meritório, à ínclita pessoa do desembargador Paulo Teles (aposentado) por ter tido a iluminada ideia de se implantar uma Assessoria Cultural, a Presidência do TJGO, para gerir eventos culturais e artísticos no templo do Judiciário goiano. Assim o fez, inspirado e audaz. E me passou as rédeas: — Mãos à obra, poeta! Isso foi há uns dez anos. Apesar de alguns percalços de percurso, o sonho triunfou do papel à realidade, do discurso à práxis.

O desembargador Itaney Francisco Campos, foi quem apresentou a proposta de criação da Pinacoteca à Corte Especial, que foi aprovada por unanimidade. Deu certo. Tanto que, da exígua sala do décimo primeiro andar, do antigo Fórum de Goiânia, voando viemos em lufas de ascensão para o espaçoso e confortável ambiente da galeria de artes, onde hoje está a Pinacoteca Desembargador Camargo Neto, no térreo defronte ao bosque dos Buritis, pela Avenida Assis Chateaubriand.

A pequena-grande reserva de relíquias artísticas (pinturas, colagens, artesanatos, esculturas, estatuetas, etc.) foi se expandindo, de mês a mês, ao longo de quase uma década; e hoje tem em seus painéis telas valiosíssimas de nomes internacionais e consagrados pela crítica especializada, tais como os de Vitor Hugo (Peru), Cris Araújo (Paris), Nelma de Sousa (Espanha); somando-se, ainda, à exuberância da criatividade artística de grandes nomes da constelação goiana que, em sua maioria, também desfrutam de prestígio internacional como Maria Guilhermina (escultora), Goiandira do Couto (pintora das areias), Giovan Cabral (escultor),  Omar Souto, Sanatan, Vânia Ferreira, Eldo Dias, Carlos Antônio Xavier, Nata, Santana, Hudson,Graça Arara, Suyara Artiaga (escultora), Simone Andrade (mandalas), Ivan Hansen, André Caiocchi (escultor), Helena Vasconcelos, Elifas (escultor), Nonato Coelho, D.J.Oliveira, Diogo Freitas, Fé Córdula, e tantos outros, de expressivo talento pictórico.

Por iniciativa do desembargador Luiz Cláudio, respaldado pelo então presidente do TJGO, à época, o desembargador Leobino Valente Chaves, em 9 de novembro de 2015, descerramos a placa inaugural da Pinacoteca, em homenagem à memória do desembargador Camargo Neto. Todavia, já havíamos inaugurado o Espaço Cultural Goiandira do Couto.

Adveio a Era Virtual, num golpe de inesperada abruptidão, pelo boom da informática. Por isto não poderíamos nos abster da adesão às ondas tecnológicas do velocíssimo sistema de comunicação, no mundo. Doravante qualquer pessoa, de qualquer lugar do planeta, poderá visitar virtualmente a Pinacoteca do TJ, através do sistema de Live, ao vivo. Os museólogos Carla Celene Ribas da Silva e Benedito José Ferreira da Silva são os atendentes da Pinacoteca, em disponibilidade full time, nomeados pelo atual presidente do Tribunal de Justiça de Goiás, o desembargador Walter Carlos.

No comando deste complexo artístico, dentro das instalações do TJ, está a Comissão Cultural constituída pelos desembargadores Itaney Francisco Campos (o presidente), Ney Teles de Paula, escritor; Luiz Cláudio Veiga Braga, tribuno; Norival de Castro Santomé e Olavo Junqueira de Andrade. À egrégia Junta de magistrados compete toda e qualquer decisão de cunho administrativo e cultural concernente à existência da Pinacoteca, do Espaço Cultural Goiandira do Couto e da Galeria de Artes do TJGO.

Gabriel Nascente é cronista do Jornal Opção. E-mail: [email protected],br

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.