Coreógrafa cearense Andréa Bardawil participa de Encontro Con(versado) da casAcorpO

Entre a filosofia e o velho e bom papo furado, o projeto da casAcorpO segue com programação até agosto deste ano

Foto: Silvia Patrícia/Divulgação

Foto: Silvia Patrícia/Divulgação

No sábado, 16 de abril, a casAcorpO realiza o primeiro Encontro Com(versado) de 1026. Desta vez, o bate-papo é com a coreógrafa e diretora da “Companhia da Arte Andanças”, a cearense Andréa Bardawil. A questão “Como permanecer fortes?” é o fio condutor do descontraído encontro que trata de assuntos sérios, estes que permeiam o universo das artes e que são emergenciais a classe.
No total, serão cinco encontros, onde convidados artistas da dança, do teatro e da performance dialogarão com o público variadas questões. Todos os bate-papos serão mediados pela artista, pesquisadora e professora de dança Luciana Ribeiro. A programação vai até o mês de agosto. Aberto ao público, o primeiro encontro começa às 19h. É só se achegar.

Bardawil
Andréa Bardawil é uma das fundadoras da ONG Alpendre — Casa de Arte, Pesquisa e Produção, onde desenvolveu pesquisas na área de vídeo-dança, junto com o videomaker Alexandre Veras. Ela atuou como coordenadora pedagógica da Bienal Internacional de Dança do Ceará e foi conselheira/curadora do Festival Nacional de Dança de Joinville.
Segundo Luciana, Andréa é uma artista especial, uma militante, provocativa e sensível. Isso tudo não apenas em relação ao universo da dança, mas sim relacionado a um engajamento propositivo sobre questões políticas mais amplas e fundamentais, direcionadas a uma vida pública e democrática.

Serviço
Encontro Con(versado)
Data: 16 de abril
Horário: das 19h às 21h
Local: Casa Corpo
Entrada gratuita

Deixe um comentário