“A consoada” foi publicado na segunda parte do livro Natal de Herodes, do poeta baiano Wladimir Saldanha, lançado pela editora Mondrongo, de Itabuna (BA), em 31 de março deste ano.  É dedicado à estudiosa de literatura russa, poetisa e mãe Lorena Miranda Cutlak (autora do livro de poesias O Corpo Nulo, lançado em 2015 pela mesma Mondrongo).

Apreciem!

A consoada


Para Lorena Miranda Cutlak

O menino põe tudo na boca:
põe na boca o fio de feno,
põe na boca o grão de incenso,
ouro e mirra põe na boca,

Mal nasceu, deixa a mãe louca!
Não pode ser já venha dente
coçando na gengiva, crente
da Palavra que dirá tal boca…

Será engraçado contar-lhe num
dia sagrado, dia de jejum,
como a criança era esfomeada:

como quase comeu, bicho, o feno;
humano, o ouro; místico, o incenso
e a mirra; e quão total, a consoada.