O Hamas atacou Israel no fim de semana de diversas formas, inclusive com foguetes improvisados que derrubaram torres de comunicação e voando de parapente sobre a fronteira e atirando em civis. Estes ataques aéreos “caseiros” funcionaram porque driblaram a mais forte defesa de Israel: o Iron Dome, ou “Cúpula de Ferro”, em tradução livre.

Implantado pela primeira vez em 2011, o Iron Dome é uma rede de detectores de radar e lançadores de mísseis que trabalham juntos para interceptar foguetes que se aproximam. O sistema de defesa altamente sofisticado e multibilionário está em constante remodelação desde a sua criação no início dos anos 2000 e se provou extremamente eficiente. Entretanto, outras nações que estão em guerra e são alvos de foguetes com frequência, como a Ucrânia, não o possuem.

Como funciona

O Iron Dome é um sistema móvel, que pode ser levado até posições estratégicas e instalado sem a necessidade de uma base pré-existente. Os mísseis são agrupados em uma bateria com três a quatro lançadores — cada lançador é capaz de disparar até 20 mísseis interceptadores, chamados de Tamir.

A proteção é composta por três partes: primeiro, o radar. Quando um foguete é lançado contra Israel, o sistema o detecta e coleta dados sobre sua trajetória de voo. Em segundo lugar, a informação é enviada para um computador que calcula para onde o foguete está indo e a trajetória que outro míssil precisará fazer para interceptá-lo.

O terceiro componente é ativado somente se o sistema calcula que o foguete inimigo vai detonar em uma área povoada ou em um local de importância estratégica. A última peça do sistema é o lançador, que dispara os mísseis interceptadores Tamir para colidir com o foguete no ar. Os interceptadores Tamir são equipados com sensores eletro-ópticos e diversas ferramentas para manobrá-lo em pleno ar, como flaps, semelhantes aos dos aviões.

A razão pela qual poucos países possuem a defesa antiaérea é o preço. Cada míssil lançado custa cerca de 40.000 a 50.000 dólares. Na quarta-feira, 11, o Iron Dome disparou 437 mísseis, somando um investimento de até 28,8 milhões de dólares em apenas um dia. De todos os mísseis interceptadores lançados, 418 encontraram seu alvo, resultando em uma taxa de sucesso de 95,6%.

Lançador do Iron Dome disparando um interceptador | Foto: Wikicommons