O Ministério Público Eleitoral (MPE) pediu que a Polícia Federal investigue uma adega que oferece vinhos a R$ 22, em Goiânia. Segundo o órgão, a solicitação foi realizada, uma vez que a publicidade feita por meio das redes sociais do estabelecimento faz alusão direta ao número do candidato à reeleição para a Presidência da República, Jair Bolsonaro (PL).

A solicitação foi realizada pelo promotor Haroldo Caetano e divulgada pelo Ministério Público nesta quarta-feira, 19. O Jornal Opção tentou contato por telefone com o Empório Sete, que realiza a promoção, mas não obteve retorno até a última atualização desta reportagem.

“Que o Empório Sete tem promoção todo dia, é um fato. Agora quero convidar vocês para virem conhecer a nossa seleção de vinhos por apenas R$ 22. Venha conferir”, afirma o dono da loja, em vídeo.

“Linguagem visual”

No pedido efetuado pelo MPE, o órgão ressalta que, além do valor alusivo ao número de urna de Jair Bolsonaro, a empresa divulgou que a promoção será válida apenas até a véspera do segundo turno das eleições, 29 de outubro.

No pedido de investigação, o promotor pede que a Polícia Federal investigue quais vinhos estão com valor promocional, e que as notas fiscais dos rótulos sejam verificadas.

A empresa poderá responder pela oferta de vantagens para dar ou obter votos a candidatos, crime previsto no artigo 299 da Lei Eleitoral. A pena é de até quatro anos de reclusão e pagamento de multa.