Com informações de Cilas Gontijo

A primeira-dama de Goiás e presidente de honra da Organização das Voluntárias de Goiás (OVG), Gracinha Caiado, receber Título de Cidadania Anapolina na manhã desta quarta-feira, 16, na Câmara Municipal da cidade. O homenagem foi proposta pela vereadora Andreia Rezende (SD) e aprovada por unanimidade dos vereadores.

Durante a sessão, Gracinha agradeceu a homenagem e exaltou a importância da cidade para o trabalho realizado em prol de Goiás. “O título me traz muita alegria e muita honra, mas, acima de tudo, ainda mais responsabilidade com essa cidade”, disse. “Anápolis é referência no Estado pela riqueza, pelo posicionamento. Aqui estão as maiores indústrias que fazem parte de Goiás”.

Por outro lado, o prefeito anapolino, Roberto Naves (PP), devolveu elogios à homenageada e reconheceu sua atuação como primeira-dama e como cidadã. Em discurso de exaltação à Gracinha, Naves exaltou papéis da homenageada perante amigos, família e, é claro, o trabalho ao lado do governador na gestão estadual.

Primeira-dama Gracinha Caiado, acompanhada do governador Ronaldo Caiado e do prefeito de Anápolis, Roberto Naves | Foto: Secom

O prefeito pontuou momentos de relacionamento com a primeira-dama, onde pode identifcar valores que justificam a homenagem e o reconhecimento do município a ela. “Quando aconteceu o absurdo com duas goianas presas na Alemanha indevidamente, Dona Gracinha se transfirmou em leoa, grande defesonra, e não descansou enquanto não conseguiu trazê-las de volta”, lembrou.

Naves também mencionou momento em que acompanhava a primeira-dama em viagem internacional e viu a angústia de Gracinha, diante das dificuldades enfrentadas pelo governador nas articulações para aprovação da taxa do agro. “Num dos momentos mais difíceis do governo, o senhor [governador Ronaldo Caiado] foi presentado com muitas traições políticas. Presenciei a angústia de uma mulher que estava comigo, querendo ir embora para estar ao seu lado. Uma esposa companheira”.

Trabalho

Além de Roberto Naves, a vereadora Andreia Rezende, autora da projeto de homenagem, destacou ações da primeira-dama na relação com Anápolis. Para ela, o título de cidadania vem para formalizar laços com uma pessoa que já trabalhava fortemente para o desenvolvimento da cidade.

“Primeira-dama já morou em Anápolis e tem trabalhando incansavelmente para trazer serviços sociais de forma mais intensiva para os anapolinos e anapolinas. Acredito que seu trabalho merecia essa homenagem”, declarou.

Entre as principais ações de Gracinha, a vereadora destacou a atuação no combate à violência contra a mulher, incluindo ajuda financeira para mulheres com medida protetiva e o lançamento do aplicativo Mulher Segunra, nessa terça-feira, 16.