Um empresário do ramo da construção civil, de 49 anos, foi preso transportando cinco tatus-galinha na BR-153, em Morrinhos. Segundo a Polícia Rodoviária Federal (PRF), os animais silvestres, que teriam sido abatidos em Buriti Alegre, tinham como destino Aparecida de Goiânia. Eles estavam limpos e prontos para o consumo. 

A prisão ocorreu na tarde deste domingo, 22, durante uma fiscalização de combate a embriaguez ao volante. O empresário foi abordado porque estava transportando dois cães de caça no compartimento de carga de uma Fiat Strada.

Durante a revista, os policiais encontraram uma arma de fogo usada para abater os animais, além de 27 munições intactas. Um saco preto ensanguentado, onde os tatus abatidos estavam, também foi localizado no banco do veículo.

O caçador, a arma e os animais foram encaminhados para a Delegacia Regional de Polícia Civil em Caldas Novas, que optou por deixar o empresário preso sem direito à fiança. Caso seja condenado, o ele poderá pegar uma pena de nove anos de prisão por caça predatória e porte ilegal de arma de fogo.